Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer funcionalidades de redes sociais e analisar o nosso tráfego. Também partilhamos informações acerca da sua utilização do site com os nossos parceiros de redes sociais, publicidade e análise. Saiba mais | Compreendi
 
 
Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar
> > Eça de Queirós
Eça de Queirós (1845-1900)
Foto de Eça de Queirós

Eça de Queirós (1845-1900) foi um escritor português que deixou uma obra notável, Os Maias, O Crime do Padre Amaro, A Relíquia, Mistério da Estrada de

José Maria Eça de Queirós nasceu em 1845 na Póvoa de Varzim e morreu em 1900, em Paris. Foi um dos maiores romancistas de toda a literatura portuguesa e o primeiro e principal escritor realista português. Émile Zola considerou-o mesmo muito superior a Flaubert. Os críticos do London Observer colocaram-no ao mesmo nível de Dickens, Balzac e Tolstoy. Eça nunca rejeitou oficialmente o catolicismo e, em muitas cartas privadas, até invoca Jesus e utiliza expressões tipicamente católicas, mas era muito crítico em relação à igreja do seu tempo, como é evidente nos seus romances. Durante a sua época o seu nome era escrito «Eça de Queiroz» e esta forma ainda aparece em muitas edições. Hoje em dia, no português moderno, a forma correcta é «Eça de Queirós».
anúncio
Obra de Eça de Queirós
Capa do livro O Mistério da Estrada de Sintra
Ano: 1870
Um médico que passa de carruagem na estrada de Sintra é surpreendido por quatro figuras mascaradas e sequestrado. Os mascarados levam-no para uma mist...

Capa do livro O Crime do Padre Amaro
Ano: 1875
A história do amor proibido de Amaro e Amélia põem a nu a moralidade de cada um. Escrito numa época em que se discute o papel das religiões na conduta...

Capa do livro O Primo Basílio
Ano: 1878
O foco é centrado num lar burguês de Lisboa do século XIX, aparentemente feliz e perfeito, mas sustentado em pilares frágeis e fúteis.

Jorge, um en...


Capa do livro Os Maias
Ano: 1888
A história d’Os Maias começa no Outono de 1875 quando Afonso da Maia se instala numa das casas da família, o Ramalhete. Durante vários anos esteve des...

Capa do livro A Cidade e as Serras
Ano: 1901
A história de Jacinto, um indivíduo de posição social elevada e extremamente rico que, apesar de rodeado por todo o conforto que o dinheiro pode compr...


Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site