Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 1: O Anjo

Página 2
Não servia para nada e por isso tinha sido atirada à rua.

- Levaremos também esta flor - disse o anjo. - já lhe explicarei o motivo durante o voo.

Realmente, enquanto voava, o anjo disse:

- Nesta rua estreita, num dos sótãos mais escuros, vivia um menino pobre o doente. Desde pequenino que não abandonara o leito. Quando melhorava, só podia passear um pouco pelo quarto, apoiando-se nas muletas. Nada mais. Durante os dias de verão o sol iluminava o quarto da frente por espaço de meia hora mais ou menos. O menino ia sentar-se ao sol para aquecer-se e olhava para o sangue de seus dedos fracos e transparentes, que levava à frente dos olhos. Em tais ocasiões diziam dele: "Hoje ele, saiu".

»Tudo o que sabia dos bosques em seu primeiro frescor da primavera devia aos ramos de faia que lhe levava um menino vizinho. Levantava-os sobre a cabeça e sonhava estar sentado ao pé da faia, onde brilhava o sol e cantavam os pássaros.

»Certo dia o vizinho levou-lhe também algumas flores silvestres e, entre elas, havia por acaso, uma com raízes. Plantou-a num vaso e fê-la colocar na janela, perto de sua cama.

»Uma mão carinhosa cuidou da planta, que cresceu, deitou novos ramos e durante alguns anos deu lindas flores. Para o menino doente aquele era um formoso jardim e o maior tesouro da terra.

»Regava e cuidava dela. Cresceu em seus sonhos, floresceu até o dia em que o Pai Celestial o chamou para si.

Regava e cuidava da planta, fazia o possível para que recebesse a maior quantidade de sol possível, tanto quanto este chegava até a pequena janela.

»Cresceu em seus sonhos, floresceu para ele e para ele também espalhava seu aroma e alegrava seus olhos.

»E com o rosto virado para ela morreu, quando o Pai Celestial o chamou para si.

<< Página Anterior

pág. 2 (Capítulo 1)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Anjo
Páginas: 3
Página atual: 2

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
O Anjo 1
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site