Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar
> > > Página 97

Capítulo 13: Eumeu, o Feitor de Ulisses

Página 97

E assim Ulisses, disfarçado em mendigo, ia sendo atacado e mordido por cães que defendiam, afinal, uma parte das herdades que lhe pertenciam desde menino!

Eumeu trouxe-o para a sua vivenda, e logo, espalhando no chão grande quantidade de folhas secas e pondo sobre elas macia pele de cabra montês ofereceu-lhe aquela espécie de leito para repouso. Ulisses sentou-se, contente, e depois de trocar com Eumeu as saudações habituais entre pessoas desconhecidas e de agradecer o carinhoso acolhimento que tivera, aceitou a refeição que o porqueiro lhe oferecia: - carne, pão e vinho com mel. Comeu e bebeu, sem nunca se dar a conhecer. E Eumeu, enquanto o via comer e procurava servi-lo o melhor possível, contava-lhe o acontecimento mais importante e mais perturbador da vida das gentes de Ítaca, nos, últimos tempos: - a invasão do palácio de Penélope pelos pretendentes à mão da rainha, e os gastos e depredações que os príncipes faziam.

E murmurava:

- «Come, hóspede amigo, esta refeição frugal que é a mesma que os pastores comem, pois os cevados mais gordos e mais saborosos, reservados estão para os pretendentes, esses homens sem vergonha nem respeito por ninguém.

<< Página Anterior

pág. 97 (Capítulo 13)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Odisseia
Páginas: 129
Página atual: 97

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
A Odisseia 1
Telémaco e os Pretendentes 2
Calipso 8
A Tempestade 13
Nausica 19
O Cavalo de Pau 32
Polifemo e Ninguém 41
Éolo e Circe 54
Ulisses no Inferno 66
As Sereias Sila e Caribdes 75
Os Rebanhos do Sol 85
Ulisses Despede-se de Córcira 90
Eumeu, o Feitor de Ulisses 96
Telémaco Reconhece Ulisses 103
Argus, o Cão Fiel 114
Derrota dos Pretendentes, Vitória de Ulisses 118
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site