Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 3: Pepa

Página 37
VI

 

Que sede! bebi teus olhos...
Dentro nasceram-me flores!
Aos tragos bebi tua alma...
Dentro me brotam amores!

 

Bebi também teus cabelos
E eles, por mago condão,
Em meu peito se tornaram
Fibras do meu coração!

 

As palavras que segredas
Dentro fizeram-se aroma.
Relíquia, e óleo que eu guardo
De meu peito na redoma.

 

O mundo agora é vazio:
Ele era taça de Rei
Que te continha; ei-la inútil
Agora que a despejei.

 

Bem m'importa a mim o mundo!
Se quero ouvir o rumor
Dum universo - inclinando-me,
Ouço, dentro, o meu amor!

 

Vê tu pois, filha, que treva
E que silêncio há-de ser,
Se algum dia esse universo
De repente emudecer!

<< Página Anterior

pág. 37 (Capítulo 3)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Primaveras Românticas
Páginas: 118
Página atual: 37

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Duas Palavras (Prefácio do Autor) 1
Beatrice 5
Pepa 20
Idílio Sonhado 38
Maria 45
Poesias Diversas 75
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site