Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 4: Idílio Sonhado

Página 39
À noite as flores suspiram
Pelos raios do luar...
Vamos, filha, à lua cheia,
Entre as flores suspirar...

 

Hás-de ouvir falar minha alma,
Hás-de ouvir-lhe o seu segredo...
Oh! as belas flores lânguidas,
Medradas entre o arvoredo!

 


II

 

Os meus grandes desejos me endoidecem...
O meu triste futuro me atormenta...
Mas o vago perfume das florestas,
Refrescando minha alma, me adormenta.

 

Alta noite, ao luar, entre a folhagem,
A alma dá mais amor e aroma os lírios...
Eu tenho o coração cheio de sonhos!
Eu tenho a vida cheia de delírios!

 

Lá quando as sombras caem e escurecem
Os fantásticos vãos dos arvoredos,
Peço às visões da noite que me ensinem,
Dos mundos donde vêm, canto e segredos.

 

<< Página Anterior

pág. 39 (Capítulo 4)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Primaveras Românticas
Páginas: 118
Página atual: 39

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Duas Palavras (Prefácio do Autor) 1
Beatrice 5
Pepa 20
Idílio Sonhado 38
Maria 45
Poesias Diversas 75
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site