Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 22: Capítulo XXII

Página 133
Capítulo XXII

Os Bennet foram convidados a jantar com os Lucas e novamente, durante a maior parte do dia, Miss Lucas teve a bondade de dar atenção a Mr. Collins. Elizabeth achou uma oportunidade para agradecer à amiga.

- Conserve-o de bom humor - disse ela. - Fico-lhe mais agradecida do que você imagina.

Charlotte assegurou à amiga que tinha muita satisfação em lhe ser útil, e que isto lhe pagava plenamente o pequeno sacrifício do seu tempo. Apesar de estas palavras serem muito amáveis, a bondade de Charlotte ia além do que Elizabeth supunha. O seu objetivo era nada menos do que preservar Elizabeth de qualquer possível recrudescimento das atenções de Mr. Collins, atraindo-as para si mesma. Tal foi o plano de Miss Lucas. E aparentemente foi tão bem sucedida que, quando se separaram à noite, ela se teria sentido quase segura do seu êxito se Mr. Collins não tivesse de partir do Hertfordshire dentro de prazo tão curto. Mas neste ponto ela fazia injustiça ao ímpeto e à independência do carácter de Mr. Collins, pois essas qualidades o levaram a escapar sorrateiramente de Longbourn House na manhã seguinte e a correr até Lucas Lodge para se atirar aos seus pés. Mr. Collins evitou cuidadosamente atrair a atenção das primas, pois estava certo de que se o vissem partir não poderiam deixar de adivinhar a sua intenção. E ele não queria que a tentativa fosse conhecida até que o seu êxito o pudesse ser igualmente, pois, embora estando quase seguro da vitória, e com razão, visto Charlotte o ter encorajado bastante, sentia-se relativamente tímido desde a aventura de quarta-feira. Sua recepção, no entanto, foi das mais amáveis. Miss Lucas avistou-o de uma janela de cima e imediatamente saiu para encontrá-lo casualmente na aleia.

<< Página Anterior

pág. 133 (Capítulo 22)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Orgulho e Preconceito
Páginas: 414
Página atual: 133

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo I 1
Capítulo II 4
Capítulo III 7
Capítulo IV 13
Capítulo V 17
Capítulo VI 21
Capítulo VII 29
Capítulo VIII 36
Capítulo IX 43
Capítulo X 49
Capítulo XI 56
Capítulo XII 62
Capítulo XIII 65
Capítulo XIV 71
Capítulo XV 75
Capítulo XVI 81
Capítulo XVII 92
Capitulo XVIII 97
Capítulo XIX 114
Capítulo XX 120
Capítulo XXI 126
Capítulo XXII 133
Capítulo XXIII 139
Capítulo XXIV 145
Capítulo XXV 152
Capítulo XXVI 157
Capítulo XXVII 165
Capítulo XXVIII 170
Capítulo XXIX 175
Capítulo XXX 183
Capítulo XXXI 187
Capítulo XXXII 192
Capítulo XXXIII 197
Capítulo XXXIV 203
Capítulo XXXV 210
Capítulo XXXVI 220
Capítulo XXXVII 227
Capítulo XXXVIII 232
Capítulo XXXIX 236
Capítulo XL 241
Capítulo XLI 247
Capítulo XLII 255
Capítulo XLIII 261
Capítulo XLIV 277
Capítulo XLV 285
Capítulo XLVI 291
Capitulo XLVII 301
Capitulo XLVIII 314
Capítulo XLIX 321
Capítulo L 328
Capítulo LI 335
Capítulo LII 342
Capítulo LIII 352
Capítulo LIV 362
Capítulo LV 367
Capítulo LVI 375
Capítulo LVII 384
Capítulo LVIII 390
Capítulo LIX 398
Capítulo LX 406
Capítulo LXI 411
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site