Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 7: Capítulo VII

Página 29
Capítulo VII

A fortuna de Mr. Bennet consistia quase que exclusivamente de uma propriedade que lhe rendia duas mil libras por ano. Infelizmente para as suas filhas, esta propriedade estava legada a um parente distante, pois não havia herdeiros masculinos diretos; e a fortuna da mãe, embora suficiente para a sua situação na vida, mal bastava para suprir as deficiências da fortuna do pai. O pai de Mrs. Bennet tinha sido um advogado em Meryton e lhe deixara quatro mil libras. Ela tinha uma irmã casada com um certo Mr. Philips, que fora empregado do sogro e o sucedera no negócio. Tinha igualmente um irmão estabelecido em Londres com um respeitável ramo de comércio.

A aldeia de Longbourn distava apenas uma milha de Meryton. Essa distância convinha perfeitamente às moças, que gostavam muito de passear nesta última localidade, três ou quatro vezes por semana, para visitar a tia e a loja de uma modista, que ficava situada no caminho. As mais jovens da família, Katherine e Lydia, eram as que mais frequentemente faziam aquele trajeto; tinham menos coisas que as preocupassem e, quando nada mais interessante se oferecia, necessitavam de uma caminhada até Meryton, a fim de preencher as horas da manhã e fornecer assunto para as conversações da noite. Por mais suficientes que fossem as novidades que encontrassem pelo caminho, sempre conseguiam extrair algumas da tia. Presentemente, aliás, elas se encontravam bem supridas, quer de notícias, quer de felicidade, graças à chegada recente de um regimento da milícia. O regimento deveria permanecer em Meryton durante todo o inverno, e lá ficava a sede do comando. As visitas das meninas a Mrs. Philips eram agora bem divertidas. Cada dia acrescentava novas informações ao que já sabiam acerca dos nomes dos oficiais e das suas relações.

<< Página Anterior

pág. 29 (Capítulo 7)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Orgulho e Preconceito
Páginas: 414
Página atual: 29

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo I 1
Capítulo II 4
Capítulo III 7
Capítulo IV 13
Capítulo V 17
Capítulo VI 21
Capítulo VII 29
Capítulo VIII 36
Capítulo IX 43
Capítulo X 49
Capítulo XI 56
Capítulo XII 62
Capítulo XIII 65
Capítulo XIV 71
Capítulo XV 75
Capítulo XVI 81
Capítulo XVII 92
Capitulo XVIII 97
Capítulo XIX 114
Capítulo XX 120
Capítulo XXI 126
Capítulo XXII 133
Capítulo XXIII 139
Capítulo XXIV 145
Capítulo XXV 152
Capítulo XXVI 157
Capítulo XXVII 165
Capítulo XXVIII 170
Capítulo XXIX 175
Capítulo XXX 183
Capítulo XXXI 187
Capítulo XXXII 192
Capítulo XXXIII 197
Capítulo XXXIV 203
Capítulo XXXV 210
Capítulo XXXVI 220
Capítulo XXXVII 227
Capítulo XXXVIII 232
Capítulo XXXIX 236
Capítulo XL 241
Capítulo XLI 247
Capítulo XLII 255
Capítulo XLIII 261
Capítulo XLIV 277
Capítulo XLV 285
Capítulo XLVI 291
Capitulo XLVII 301
Capitulo XLVIII 314
Capítulo XLIX 321
Capítulo L 328
Capítulo LI 335
Capítulo LII 342
Capítulo LIII 352
Capítulo LIV 362
Capítulo LV 367
Capítulo LVI 375
Capítulo LVII 384
Capítulo LVIII 390
Capítulo LIX 398
Capítulo LX 406
Capítulo LXI 411
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site