Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 1: OS IRMÃOS DE MÁUGLI

Página 1
Os IRMÃOS DE MÁUGLI

Agora Chil, o Abutre, traz pra casa a noite
E o Morcego, Mangue, não tem onde se acoite;
Gado que adormece em curral e choupana,
Enquanto o Clã de liberdade se ufana.

Eis a hora do orgulho e do poder;
Unhas, garras, colmilhos de raça,
Ouvi o grito: àquele, só àquele
Que à lei da Selva se prende: boa caça.

Nocturno da Selva

Eram sete horas de uma tarde calmosa, nos montes Seiôuni, quando Pai Lobo despertou do repouso diurno, coçou-se, abriu a boca e esticou as patas uma após outra, para se livrar da sensação dormente que tinha nas extremidades. A Mãe Loba jazia com o grande focinho cinzento caído sobre os seus quatro lobitos, que rebolavam e ganiam, e o luar entrava pela boca da caverna onde moravam. «Ogre! - disse Pai Lobo. - São horas de voltar à caça.» E ia pular monte abaixo, quando um pequeno vulto de cauda peluda cruzou o limiar ganindo: «Boa sorte te acompanhe, ó Chefe dos Lobos; e boa caça e dentes rijos tenham teus nobres filhos, para que nunca se esqueçam dos famintos deste mundo!»

Era o chacal - Tábàqui, o lambe-pratos - que os lobos da Índia desprezam, porque anda sempre em corridas a fazer maldades, a pregar patranhas e a comer restos e bocados de couro que encontra na lixeira da aldeia. Mas não deixam de o temer também, porque Tábàqui, mais do que qualquer outro bicho da Selva, enraivece, e, nesse estado, esquece-se do medo e desata a correr pela floresta ferrando em tudo quanto encontra. Até o tigre foge a esconder-se quando o pequeno Tábàqui se dana, porque a raiva é a coisa mais vergonhosa que pode acontecer a uma fera. Nós chamamos-lhe hidrofobia, mas eles chamam-lhe deuani - raiva - e fogem.

<< Sinopse

pág. 1 (Capítulo 1)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Livro da Selva
Páginas: 158
Página atual: 1

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
OS IRMÃOS DE MÁUGLI 1
A CAÇADA DE CÁ 24
TIGRE! TIGRE! 53
A FOCA BRANCA 74
RÍQUI -TÍQUI -TÁVI 97
TUMAI DOS ELEFANTES 115
SERVIDORES DE SUA MAJESTADE 138
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site