Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 3: TIGRE! TIGRE!

Página 53
TIGRE! TIGRE!

Que tal a caçada, caçador audaz?

Irmão, a espera foi longa e falaz.

Que dizes da caça que foste matar?

Irmão, na Selva se encontra a pastar.

Onde o poder do teu orgulho exaltado?

Irmão, esgotando se vai do flanco e lado.

Onde vais depressa, assim a correr?

Irmão, vou para o covil - para morrer

Voltemos agora à primeira história. Depois de sair do covil do lobo após a luta com a alcateia na Rocha do Conselho, Máugli desceu para as terras lavradas onde moravam os aldeões, mas não quis fixar-se ali, porque ficava muito perto da Selva e sabia que criara pelo menos um inimigo perigoso no Conselho. Por isso continuou a afastar-se apressadamente, seguindo pelo áspero trilho que descia o vale a meio trote regular, cerca de vinte milhas, até chegar a uma região que desconhecia. O vale abria-se em vasta planície salpicada de rochedos e cortada de ravinas. Numa das extremidades erguia-se uma aldeola e na outra a espessa Selva descia, em curva, até às terras de pastagem, e parava aí, como se tivesse sido cortada com uma enxada. Por toda a planície pastavam bois e búfalos, e quando os rapazinhos encarregados das manadas viram Máugli puseram-se a berrar e fugiram, enquanto os lazarentos cães amarelos, que rondam todas as aldeias indianas, ladravam. Máugli avançou a passo, pois tinha fome, e quando chegou à porta da aldeia viu, desviado para um lado, o grande espinheiro que lhe punham diante ao cair da noite.

- Hum! - disse ele, pois já encontrara mais de uma dessas barricadas nos seus rodeios nocturnos em busca de sustento. - Então os homens também aqui têm medo dos habitantes da Selva? - Sentou-se na soleira e, quando um homem saiu, levantou-se, abriu a boca e apontou para ela, a indicar que precisava de comer.

<< Página Anterior

pág. 53 (Capítulo 3)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Livro da Selva
Páginas: 158
Página atual: 53

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
OS IRMÃOS DE MÁUGLI 1
A CAÇADA DE CÁ 24
TIGRE! TIGRE! 53
A FOCA BRANCA 74
RÍQUI -TÍQUI -TÁVI 97
TUMAI DOS ELEFANTES 115
SERVIDORES DE SUA MAJESTADE 138
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site