Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 16: Apêndice

Página 173

Intitulava-se «O S. João» o capítulo de O Bobo que, como dizem os editores da edição de 1878, onde foi publicado em Addendum, não pôde ser intercalado no lugar respectivo por lhe faltarem as cenas finais necessárias para o ligar com o capítulo imediato. Começava assim:

O dia que amanhecera era um belo dia de Junho, véspera de S. João. Entre o burgo e o castelo, ou para melhor dizer, entre este e o Mosteiro de D. Muma, junto do qual o burgo estava apinhado, estendia-se um campo que em leve ladeira ia morrer nas barbacãs, e que ficava agora vedado para a campanha pelo lanço da couraça. O aspecto deste campo parecia dizer que a povoação estava longe de pensar nas calamidades da guerra. Desde o romper do Sol viam- -se espalhados por aquele vasto recinto grupos de burgueses, de cavaleiros, de colonos servos das honras e coutos vizinhos, e de herdadores das terras reguengas, espécie de classe média rural, como os burgueses ou homens de rua eram uma espécie de classe média urbana. Os servos mais humildes, cujo trajo simplicíssimo se reduzia a um saio de burel que lhes descia apenas abaixo do joelho, misturavam- se ali com os infanções, que constituíam a verdadeira aristocracia de linhagem, e com os cavaleiros de uma lança ou homens de mesnada, que formavam o segundo grau dessa nobreza guerreira e que não raro, talvez na maior parte, pertenciam a família de burgueses ou de herdadores. Esses representantes das diversas camadas sociais, numa época principalmente caracterizada pelo espírito de jerarquia, perpassavam rápidos ou lentos, apinhavam- se, disputavam, irritavam-se, riam, dispersavam-se. Todos eles pareciam vivamente preocupados pela esperança de alguma cena ou espectáculo singular de que ia ser teatro o vasto rossio interposto entre o castelo e o burgo.

<< Página Anterior

pág. 173 (Capítulo 16)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Bobo
Páginas: 191
Página atual: 173

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
I - Introdução 1
II - Dom Bibas 8
III - O Sarau 18
IV - Receios e esperanças 27
V - A madrugada 38
VI - Como de um homenzinho se faz um homenzarão 45
VII - O homem do zorame 59
VIII - Reconciliação 66
IX - O desafio 80
X - Generosidade 90
XI - O subterrãneo 97
XII - A mensagem 110
XIII - A boa corda de cânave de quatro ramais 123
XIV - Amor e vingança 141
XV - Conclusão 157
Apêndice 173
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site