Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 3: 3 - À Procura de uma Solução

Página 17
Capítulo III - À Procura de uma Solução

Quando Holmes voltou já passava das cinco e meia.

Vinha radiante, impetuoso e muito bem-disposto, um estado de espírito que, no seu caso, alternava com acessos da mais profunda depressão.

- Não há grande mistério neste caso - disse, ao mesmo tempo que pegava na chávena de chá que eu lhe servira. - Os factos parecem admitir uma única explicação.

- O quê! Já encontrou a solução?

- Bem, não diria tanto. Apenas descobri um facto sugestivo. Falta ainda acrescentar alguns detalhes. Consegui saber, ao consultar os arquivos do Times, que o major Sholto, de Upper Norwood, reformado do 34 de Infantaria de Bombaim, morreu no dia 28 de Abril de 1882.

- Posso ser muito obtuso, Holmes, mas não consigo perceber que significado tem isso.

- Não? Surpreende-me. Então encare o facto da seguinte maneira. O capitão Morstan desaparece. A única pessoa em Londres que ele poderia ter visitado é o major Sholto. Este último nega ter tido conhecimento de que ele se encontrava em Londres. Quatro anos mais tarde Sholto morre. Uma semana depois da sua morte, a filha do capitão Morstan recebe um valioso presente, o que se repete todos os anos e agora culmina com a carta em que se diz que ela foi enganada. Que engano pode ser este, senão a privação do pai? E por que começam os presentes a chegar imediatamente após a morte de Sholto, a não ser porque o herdeiro de Sholto sabe alguma coisa acerca deste mistério e deseja conceder uma compensação? Tem alguma teoria alternativa que condiga com os factos?

- Mas que estranha compensação! E que estranha maneira de a conceder! Por que escreveria ele uma carta agora e não há seis anos? Na carta fala-se de fazer justiça. Mas que justiça pode ser feita? É difícil admitir que o pai dela ainda esteja vivo.

<< Página Anterior

pág. 17 (Capítulo 3)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Sinal dos Quatro
Páginas: 133
Página atual: 17

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
1 - A Ciência da Dedução 1
2 - A Exposição do Caso 11
3 - À Procura de uma Solução 17
4 - A História do Homem Calvo 23
5 - A Tragédia de Pondicherry Lodge 36
6 - Sherlock Holmes Faz Uma Demonstração 44
7 - O Episódio do Barril 54
8 - O Bando de Baker Street 67
9 - Uma Quebra na Sequência 78
10 - O Fim do Homem da Ilha 89
11 - O Grande Tesouro de Agra 99
12 - A Estranha História de Jonathan Small 106
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site