Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 5: SEGUNDA PARTE – CABEÇA
CAPÍTULO I – JORNALISTA

Página 81
SEGUNDA PARTE – CABEÇA
CAPÍTULO I – JORNALISTA

O homem não se deve somente à sua felicidade - primeira máxima.

O principal egoísta é aquele que se descia em explorar o coração alheio para opulentar o próprio com as deleitações do amor - segunda máxima.

Como a felicidade do egoísta é um paradoxo, a felicidade pelo amor é impossível - terceira máxima.

Quarta - o bem particular é resultado do bem geral.

Quem quiser ser feliz há de convencer-se de que sacrificou ao bem geral uma parte dos seus prazeres individuais - quinta máxima.

O amor, considerado fonte de contentamentos ideais, é o sonho de um doido sublime - sexta.

Sétima - a mulher é uma contingência: quem quiser constituí-la essência da sua vida aleija-se na alma e cairá setenta vezes sete vezes das muletas a que se ampare do chão mal gradado e barrancoso do seu falso caminho.

Estas sete máximas fui eu que as compus, depois de ler a antiguidade e alguns almanaques que tratavam do amor.

Comecei a pensar no modo de ser útil à humanidade com a minha experiência e inteligência do coração humano. Ofereceu-se-me logo azo de exercitar as minhas benévolas disposições. Escrevi para o Periódico dos Pobres, do Porto, uma correspondência contra o regedor da minha freguesia, acusando-o de me prender um criado para recruta. Nesta correspondência discorri largamente acerca dos direitos do homem. Examinei o que foi a liberdade em Grécia e Roma. Procurei-a no berço do cristianismo e vim com ela, através dos séculos, até a Revolução Francesa, que eu denominei o último verbo da sociabilidade humana: tudo isto por causa do recruta e contra o regedor da minha freguesia, que eu cobri de epítetos tais como ominoso e paxá de três caudas.

O regedor respondeu-me e eu repliquei.

<< Página Anterior

pág. 81 (Capítulo 5)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Coração, Cabeça e Estômago
Páginas: 156
Página atual: 81

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
PREÂMBULO 1
PRIMEIRA PARTE – CORAÇÃO
CAPÍTULO I - SETE MULHERES
6
CAPÍTULO II - A MULHER QUE O MUNDO RESPEITA 29
CAPÍTULO III - A MULHER QUE O MUNDO DESPREZA 55
SEGUNDA PARTE – CABEÇA
CAPÍTULO I – JORNALISTA
81
CAPÍTULO II - PÁGINAS SÉRIAS DA MINHA VIDA 90
TERCEIRA PARTE – ESTÔMAGO
CAPÍTULO I - DE COMO ME CASEI
123
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site