Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 7: LIVRO V

Página 105
LIVRO V

I - No consulado de Lúcio Domício e de Ápio Cláudio, César, deixando os seus quartéis de Inverno para ir à Itália, como tinha o costume de fazer todos os anos, ordena aos lugares-tenentes que pusera à cabeça das suas legiões que tenham o cuidado, no decorrer do Inverno, de construir o maior número de navios que seja possível e de reparar os antigos. Determina as suas dimensões e forma. Para que se possa carregá-los e pô-los em seco rapidamente, manda-os fazer um pouco mais baixos do que aqueles que temos o costume de usar no nosso mar; dado ter observado que, em consequência do fluxo e do refluxo, as vagas do Oceano eram menos fortes; para as cargas e o grande número de animais de carga que estavam destinados a transportar, encomenda-os um pouco mais largos que os navios de que nos servimos nos outros mares. Ordena que sejam todos à vela e a remos, o que a sua pouca altura torna muito fácil. Manda vir de Espanha tudo quanto é útil (83) para o armamento destes navios. Em seguida, depois de ter terminado as suas questões na Gália Citerior, parte para a Ilíria, dada a notícia de que os Pirustas assolavam, com as suas incursões, a fronteira desta província. Logo à sua chegada, ordena aos Estados que recrutem tropas e marca-lhes um ponto preciso de concentração. A esta notícia, os Pirustas enviam-lhe deputados, para lhe darem a saber que a nação nada tem a ver com tudo isso, e declaram-se prontos a fornecer todas as satisfações exigidas pelos actos de violência. Depois de ter aceito as suas desculpas, César ordena-lhes que lhe tragam reféns e fixa o dia da entrega; declara-lhes que de outro modo fará guerra ao seu Estado. Trazem-lhe os reféns no dia marcado, de acordo com as suas ordens; ele nomeia árbitros para avaliar os danos sofridos por cada Estado e para fixar a reparação.

<< Página Anterior

pág. 105 (Capítulo 7)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro A Guerra das Gálias
Páginas: 307
Página atual: 105

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
PREFÁCIO 1
CRONOLOGIA SUMÁRIA DA VIDA DE CÉSAR 7
LIVRO I 10
LIVRO II 47
LIVRO III 67
LIVRO IV 84
LIVRO V 105
LIVRO VI 140
LIVRO VII 167
LIVRO VIII 224
ÍNDICE HISTÓRICO E GEOGRÁFICO 256
NOTAS 299
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site