Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 6: LIVRO IV

Página 84
LIVRO IV

I - No Inverno seguinte (61), que foi o ano do consulado de Cneu Pompeu e de Marco Crasso, os Germanos Usípetes e também os Tencteros atravessaram o Reno em grande número, não longe do sítio onde se lança no mar (62). A razão desta travessia foi que havia muito anos os Suevos lhes faziam uma guerra sem quartel e os impediam de cultivar os seus campos. O povo dos Suevos é de longe o maior e o mais belicoso de toda a Germânia. Diz-se que formam cem cantões, de cada um dos quais saem todos os anos mil homens para ir guerrear no exterior. Os outros, os que ficam no país, providenciam à sua alimentação e à do exército; no ano seguinte, empunham as armas por sua vez, enquanto os primeiros ficam no país. Assim, nem a agricultura, nem a ciência ou a prática da guerra são interrompidas. De resto nenhum deles possui terra própria, e para a cultivar não podem permanecer mais de um ano no mesmo lugar (63). Consomem pouco trigo e vivem em grande parte do leite e da carne dos rebanhos; são grandes caçadores. Este género de vida, a sua alimentação, o exercício quotidiano, a sua independência que, desde a infância, nunca conheceu o jugo de nenhum dever, de nenhuma disciplina, este hábito de nada fazer contra o seu agrado, tudo isso os fortifica e faz deles homens de uma estatura prodigiosa. Além disso ganharam o hábito, com um clima muito frio, de terem como único vestuário as peles (cuja exiguidade deixa a descoberto uma grande parte do corpo) e de se banharem nos rios.

II - Consentem que os mercadores vão até eles, mais para vender o saque da guerra que fizeram que por desejo de importar. Eles nem sequer utilizam aqueles cavalos estrangeiros que tanto agradam na Gália e que se pagam ali tão caros; mas à força de exercitarem todos os dias os do seu país, que são pequenos e mal feitos, tornam-nos muito resistentes.

<< Página Anterior

pág. 84 (Capítulo 6)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro A Guerra das Gálias
Páginas: 307
Página atual: 84

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
PREFÁCIO 1
CRONOLOGIA SUMÁRIA DA VIDA DE CÉSAR 7
LIVRO I 10
LIVRO II 47
LIVRO III 67
LIVRO IV 84
LIVRO V 105
LIVRO VI 140
LIVRO VII 167
LIVRO VIII 224
ÍNDICE HISTÓRICO E GEOGRÁFICO 256
NOTAS 299
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site