Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 8: LIVRO VI

Página 140
LIVRO VI

I - Esperando, por numerosas razões, um maior movimento da Gália, César encarrega os seus lugares-tenentes Marco Silano, Caio Antistio Regino e Tito Sextio, de recrutarem tropas; ao mesmo tempo, pede a Cneu Pompeu, procônsul, pois que, no interesse do Estado, continuava nas circunvizinhanças da Cidade (111) com o comando, para ordenar aos recrutas da Gália Cisalpina que tinham prestado juramento no seu consulado, que reunissem as suas insígnias e partissem para junto dele; considerava efectivamente muito importante, mesmo tendo em conta o futuro, do ponto de vista da opinião gaulesa, demonstrar que os recursos da Itália eram suficientemente grandes para lhe permitir, em caso de desaire, não só reparar as suas perdas em pouco tempo, como ainda ao opor ao inimigo forças mais consideráveis que antes. Pompeu concordou com este pedido para bem do Estado e da amizade; os lugares-tenentes depressa terminaram os seus recrutamentos: três legiões foram formadas e levadas para a Gália antes do final do Inverno; o número das coortes que perdera com Quinto Titúrio ficou duplicado; e viu-se, tanto por esta diligência como por estas forças, o que podiam a disciplina e os recursos do povo romano.

II - Depois da morte de Induciomaro, da qual falámos, os Tréviros entregam o poder aos seus próximos. Estes não cessam de solicitar os Germanos da sua vizinhança e de lhes prometer subsídios; nada podendo obter dos mais próximos, dirigem-se aos mais afastados. Conseguem junto de certos Estados, ligando-se por juramento, garantindo os subsídios por reféns; envolvem Ambiorix na sua liga e no seu pacto. Informado destes conluios, César, vendo que de todos os lados se preparava a guerra; que os Nérvios, os Atuatucos, os Menápios, bem como todos os Germanos cisrenanos estavam em armas; que os Sénones não se rendiam às suas ordens e se concertavam com os Carnutes e os Estados vizinhos; que os Tréviros solicitavam os Germanos por frequentes embaixadas, César pensou que tinha de precipitar a guerra.

<< Página Anterior

pág. 140 (Capítulo 8)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro A Guerra das Gálias
Páginas: 307
Página atual: 140

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
PREFÁCIO 1
CRONOLOGIA SUMÁRIA DA VIDA DE CÉSAR 7
LIVRO I 10
LIVRO II 47
LIVRO III 67
LIVRO IV 84
LIVRO V 105
LIVRO VI 140
LIVRO VII 167
LIVRO VIII 224
ÍNDICE HISTÓRICO E GEOGRÁFICO 256
NOTAS 299
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site