Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 9: LIVRO VII

Página 167
LIVRO VII

I - Uma vez tranquilizada a Gália, César, como tinha resolvido, parte para a Itália para ali tomar as suas deliberações. Sabe por lá do assassínio de Públio Clódio, e, tendo tido conhecimento do senátus-consulto que chamava às armas toda a juventude de Itália, decide fazer um alistamento em toda a Província. A notícia dos acontecimentos depressa se espalha pela Gália Transalpina. Os Gauleses se encarregam de a exagerar e põem a circular o boato, que lhes parecia estar relacionado com os acontecimentos, de que César ficara retido pelas perturbações da Cidade e impedido, na presença de tão graves dissensões, de se reunir ao exército. Este momento empurra homens, que já com dificuldade se viam submetidos ao poder do povo romano, a fazer projectos de guerra com mais liberdade e audácia. Tendo os chefes da Gália estabelecido reuniões entre si em locais afastados, no meio das florestas, lamentam-se pela morte de Accon; demonstram que esta sorte pode atingi-los a eles próprios; deploram a comum infelicidade da Gália; por todos os géneros de promessas e de recompensas pedem que se comece a guerra e que com o perigo das suas vidas se restitua a liberdade à Gália. Na opinião deles, a primeira coisa a fazer é fechar a César o regresso ao seu exército, antes que eclodam as suas conspirações clandestinas. É coisa fácil, porque as legiões não ousam sair dos seus quartéis de Inverno na ausência do seu general, e por outro lado, o general em chefe não pode chegar até elas sem escolta; aliás, mais vale morrer a combater que não recuperar a antiga glória militar e a liberdade que receberam dos seus antepassados.

II - Depois de viva discussão sobre estas questões, os Carnutes declaram «que não existe perigo que não

<< Página Anterior

pág. 167 (Capítulo 9)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro A Guerra das Gálias
Páginas: 307
Página atual: 167

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
PREFÁCIO 1
CRONOLOGIA SUMÁRIA DA VIDA DE CÉSAR 7
LIVRO I 10
LIVRO II 47
LIVRO III 67
LIVRO IV 84
LIVRO V 105
LIVRO VI 140
LIVRO VII 167
LIVRO VIII 224
ÍNDICE HISTÓRICO E GEOGRÁFICO 256
NOTAS 299
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site