Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 9: LIVRO VII

Página 223
Ele reserva os prisioneiros Éduos e arvernos, para tentar através deles voltar a ganhar os seus Estados, e distribui o resto dos prisioneiros por cabeça a cada soldado, a título de saque.

XC - Feito isto, parte para os Éduos, recebe a submissão do seu Estado. Deputados enviados pelos Arvernos ali o vêm encontrar, prometendo que executarão as suas ordens. Ele exige grande número de reféns; envia as suas legiões para os seus quartéis de Inverno, restitui aos Éduos e aos Arvernos cerca de vinte mil prisioneiros. Ordena que Tito Labieno parta com duas legiões e a cavalaria para o país dos Sequanos; junta-lhe Marco Semprónio Rutilio. Coloca Caio Fábio e Lúcio Minúcio Basilo com duas legiões nos Remos, para que nada tenham a temer dos Belóvacos, seus vizinhos. Envia Caio Antistio Regino para os Ambivaretos, Tito Sextio para os Bitúriges, Caio Canínio Rebilo para os Rutenos, cada um com uma legião. Coloca Quinto Túlio Cícero (196) e Públio Sulpício (197) em Cavilono e Mâcon, nos Éduos, no Saône, para garantir o abastecimento de trigo. Ele próprio decide passar o Inverno em Bibracte. Quando estes acontecimentos são conhecidos em Roma por uma carta de César, ali se celebra uma suplicação de vinte dias.

<< Página Anterior

pág. 223 (Capítulo 9)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro A Guerra das Gálias
Páginas: 307
Página atual: 223

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
PREFÁCIO 1
CRONOLOGIA SUMÁRIA DA VIDA DE CÉSAR 7
LIVRO I 10
LIVRO II 47
LIVRO III 67
LIVRO IV 84
LIVRO V 105
LIVRO VI 140
LIVRO VII 167
LIVRO VIII 224
ÍNDICE HISTÓRICO E GEOGRÁFICO 256
NOTAS 299
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site