Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 5: Capítulo 5

Página 33

Foi já ao fim da tarde que o Sr. Utterson se dirigiu a casa do Dr. Jekyll, onde foi imediatamente convidado a entrar por Poole, que o conduziu através da cozinha e de um pátio que em tempos fora um jardim até ao edifício que era indiferentemente conhecido como o laboratório ou a sala de anatomia. O médico tinha comprado a casa aos herdeiros de um conceituado cirurgião; e, preferindo a química à anatomia, alterara o destino daquele anexo situado ao fundo do jardim. Era a primeira vez que o advogado era recebido naquela parte dos aposentos do amigo; observou com curiosidade aquela sórdida estrutura sem janelas; olhou em seu redor com uma desagradável sensação de estranheza, ao atravessar o anfiteatro, outrora repleto de estudantes interessados e agora mergulhado na desolação e no silêncio, com as mesas apinhadas de apetrechos químicos e o chão atulhado de caixotes e palha; uma luz débil e sinistra rompia por entre a cúpula embaciada. Ao fundo, no topo de um lanço de escadas, havia uma porta coberta por um reposteiro de feltro vermelho, transposta a qual, o Sr. Utterson foi finalmente recebido no gabinete do médico. Era uma sala vasta, guarnecida a toda a volta com armários de vidro, mobilada, entre outros objectos, com um enorme espelho giratório e uma secretária; e dava para o pátio através de três janelas poeirentas protegidas com grades de ferro. O fogo crepitava na lareira; havia uma lamparina acesa sobre a prateleira da chaminé, pois mesmo dentro das casas o nevoeiro começava a adensar-se; e ali, junto ao fogo, estava sentado o Dr. Jekyll, com um aspecto extremamente adoentado.

<< Página Anterior

pág. 33 (Capítulo 5)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Estranho Caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde
Páginas: 102
Página atual: 33

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 11
Capítulo 3 23
Capítulo 4 26
Capítulo 5 33
Capítulo 6 40
Capítulo 7 46
Capítulo 8 48
Capítulo 9 65
Capítulo 10 76
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site