Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 10: Capítulo 10

Página 76

Nasci no ano de 18..., herdeiro de uma grande fortuna e dotado de excelentes qualidades, naturalmente inclinado para o trabalho, apreciador do respeito dos sábios e dos bons homens que existem entre os meus semelhantes e, por conseguinte, como se poderia supor, com todas as garantias de um futuro honroso e distinto. E, na verdade, o pior dos meus defeitos foi uma certa leviandade impaciente, que tem constituído a felicidade de muitos, mas que verifiquei ser de difícil conciliação com o meu desejo imperioso de manter a cabeça erguida, pelo que passei a ostentar perante o público um semblante mais sisudo do que é vulgar. Daí resultou que comecei a ocultar os meus prazeres, e, quando atingi a idade das reflexões, olhando à minha volta e vendo que o meu progresso e a minha posição no mundo ganhavam solidez, já me encontrava comprometido com uma profunda duplicidade de vida. Muitos homens ter-se-iam gabado das irregularidades de que me culpava; mas na perspectiva dos elevados padrões que me impusera, olhava-as e ocultava-as com uma sensação de vergonha quase mórbida. Por conseguinte, mais do que qualquer degradação particular dos meus erros, foi a exigente natureza das minhas aspirações que fez de mim aquilo que fui e que, com um fosso ainda mais profundo do que na maioria dos homens, separou em mim os territórios do bem e do mal que dividem e constituem a duplicidade da natureza humana. Neste caso, fui levado a reflectir profunda e inveteradamente sobre essa dura lei da vida, que está na origem da religião e que é uma das mais abundantes fontes de angústia.

<< Página Anterior

pág. 76 (Capítulo 10)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Estranho Caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde
Páginas: 102
Página atual: 76

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 11
Capítulo 3 23
Capítulo 4 26
Capítulo 5 33
Capítulo 6 40
Capítulo 7 46
Capítulo 8 48
Capítulo 9 65
Capítulo 10 76
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site