Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 6: Capítulo 6

Página 40

Passou o tempo; oferecia-se uma recompensa de milhares de libras, pois a morte de Sir Danvers foi sentida como uma ofensa pública; no entanto, o Sr. Hyde desaparecera do alcance da polícia, como se nunca tivesse existido. Uma grande parte do seu passado foi desenterrada e, na verdade, todo ele era infame: vieram a lume histórias que ilustravam a crueldade de um homem insensível e violento; a sua vida perversa, os seus estranhos parceiros, o ódio que parecia envolver toda a sua carreira; mas do seu paradeiro nem uma palavra. Desde que saíra da sua casa em Soho, na manhã do crime, tinha-se simplesmente eclipsado; e, com o passar do tempo, o Sr. Utterson começou gradualmente a recuperar do fervor do seu alarme, e a ficar mais em paz consigo mesmo. Na sua maneira de pensar, a morte de Sir Danvers estava a ser mais do que compensada pelo desaparecimento do Sr. Hyde. Agora que a malévola influência deste fora afastada, uma nova vida começava para o Dr. Jekyll. Saiu do seu retiro, renovou as relações com os amigos, voltou a ser o anfitrião estimado e hospitaleiro; e, apesar de ter sido sempre conhecido pelos seus actos de caridade, não deixara de se distinguir pelo fervor religioso. Mantinha-se ocupado, passava muito tempo ao ar livre, praticava o bem; o seu rosto parecia abrir-se, radiante, como se espelhasse uma íntima consciência dos seus deveres; e, durante mais de dois meses, o médico viveu em paz.

<< Página Anterior

pág. 40 (Capítulo 6)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Estranho Caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde
Páginas: 102
Página atual: 40

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 11
Capítulo 3 23
Capítulo 4 26
Capítulo 5 33
Capítulo 6 40
Capítulo 7 46
Capítulo 8 48
Capítulo 9 65
Capítulo 10 76
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site