Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 5: A NOVA CATACUMBA
(The new catacomb)

Página 100
A NOVA CATACUMBA
(The new catacomb)

Vejamos, Burger - disse Kennedy -, sinto-me muito - feliz por ver que tem realmente confiança em mim.

Os dois estudantes jovens chegados a Roma para aprofundarem os conhecimentos das antiguidades achavam-se confortavelmente sentados no quarto elegante de Kennedy, cujas janelas davam para o Corso. A noite estava fria e ambos tinham puxado as cadeiras para junto de um daqueles fogões de aquecimento italianos que mais nos sufocam do que aquecem.

No exterior, à luz das estrelas brilhantes do Inverno, estendia- se a Roma moderna, com as suas correntezas de candeeiros eléctricos, os seus cafés brilhantemente iluminados, as suas filas de viaturas que se sucediam a todo o momento, e a sua multidão compacta que enchia os passeios.

O quarto do jovem arqueólogo encontrava-se sumptuosamente mobilado, e todas as recordações que ali se amontoavam faziam lembrar a velha cidade romana. Frisos vetustos, salpicados pela usura do tempo, estavam pendurados nas paredes, bustos de antigos senadores e de soldados, com as suas caras severas e cruéis, achavam-se dispostos em todos os cantos e pareciam fitar-nos, cobertos pela poeira dos séculos. Numa mesa colocada ao centro da sala encontrava-se, no meio de uma confusão de inscrições, de cacos e de ornamentos, a famosa reconstituição, feita por Kennedy, das termas de Caracalla que, exposta em Berlim, tanto interesse e admiração excitara. Havia ânforas penduradas no tecto, e em cima do rico tapete vermelho da Turquia estavam espalhadas curiosidades de todos os géneros. Todas estas recordações de outra era possuíam uma autenticidade indiscutível e representavam, devido à sua raridade, um valor considerável, porque Kennedy, embora acabasse de completar os trinta anos, usufruía já de uma reputação europeia entre os conhecedores de arqueologia.

<< Página Anterior

pág. 100 (Capítulo 5)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Contos de Mistério
Páginas: 167
Página atual: 100

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
O ANEL DE THOTH 1
O LOTE N° 249
(The lot n. 249)
23
O SOLAR ASSOMBRADO DE GORESTHORPE
(The haunted grange of Goresthorpe)
63
DE PROFUNDIS
(De profundis)
87
A NOVA CATACUMBA
(The new catacomb)
100
BRINCANDO COM O FOGO
(Playing with the fire)
119
O BOIÃO DE CAVIAR
(The pot of caviare)
134
O ESPELHO DE PRATA
(The silver mirror)
151
COMO TUDO ACONTECEU (How it happened) 163
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site