Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 8: Segunda Parte: 1 - Na Imensa Planície de Alcali

Página 65

1
NA IMENSA PLANÍCIE DE ALCALI

Na parte central do enorme continente norte-americano estende-se um deserto árido e repulsivo que, durante longos anos, serviu de barreira ao avanço da civilização. Desde a Sierra Nevada ao N ebrasca, do Yellowstone River no norte, ao Colora do no sul, é uma região de desolação e silêncio. Em toda esta zona lúgubre a natureza nem sempre é harmoniosa. Ela abrange altas montanhas com os cumes cobertos de neve e vales escuros e sombrios. Há rios que correm velozmente e atravessam desfiladeiros recortados; há vastas planícies, que no Inverno ficam brancas com a neve e no Verão ficam cinzentas com o pó de alcali salino. Todas conservam as características comuns de aridez, inospitalidade e miséria.

Não há habitantes nesta terra de desespero. Um bando de pawnees ou de pés-negros podem atravessá-la ocasionalmente para alcançar outras zonas de caça, mas os guerreiros mais fortes sentem-se contentes por perder de vista aquelas planícies pavorosas e por se encontrarem de novo nas suas pradarias. O esquivo coiote, no meio da vegetação enfezada; o bútio, agitando as asas com força no ar, e o urso pardo, arrastando-se sem graça, pesadamente, por entre as ravinas sombrias, e apanhando tudo que lhe é necessário à subsistência no meio dos rochedos, são os únicos habitantes do deserto.

No mundo inteiro não existe uma paisagem mais desoladora do que aquela desde a vertente norte da Sierra Blanco. Até onde a vista alcança estende-se a imensa planície, toda coberta de pó com manchas de alcali, atravessada por maciços de arbustos chaparral-anões. Ao longe, quase no horizonte, espraia-se uma longa cadeia de planaltos elevados com os cumes irregulares salpicados de neve. Nesta vasta extensão de terreno não há vestígios de vida nem de nada que pertença à vida. Não há nenhuma ave no céu, azul como o aço, nem vida na terra, opaca e cinzenta - acima de tudo há um silêncio absoluto.

<< Página Anterior

pág. 65 (Capítulo 8)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Um Estudo em Escarlate
Páginas: 127
Página atual: 65

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Primeira Parte: 1 - O Sr. Sherlock Holmes 1
2 - A Ciência da Dedução 10
3 - O Mistério de Lauriston Gardens 21
4 - O que John Rance Tinha para Contar 32
5 - O Nosso Anúncio Traz um Visitante 39
6 - Tobias Gregson Mostra o que Sabe Fazer 46
7 - Luz na Escuridão 55
Segunda Parte: 1 - Na Imensa Planície de Alcali 65
2 - A Flor de Utá 76
3 - John Ferrier Fala com o Profeta 84
4 - Uma Fuga para Salvar a Própria Vida 90
5 - Os Anjos Vingadores 100
6 - Uma Continuação das Memórias do Dr. John Watson 110
7 - A Conclusão 122
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site