Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 13: Capítulo 13

Página 37
No planeta seguinte vivia um bêbedo. Foi uma visita muito curta, mas que mergulhou o principezinho numa grande melancolia.

- O que é que estás a fazer? - perguntou ele ao bêbedo que foi encontrar muito calado, diante de uma colecção de garrafas vazias e uma colecção de garrafas cheias.

- Estou a beber - respondeu o bêbedo, com um ar lúgubre.

- E porque é que estás a beber? - perguntou o principezinho.

- Para me esquecer - respondeu o bêbedo.

- Para te esqueceres de quê? - perguntou o principezinho, que já começava a ter pena dele.

- Para me esquecer de que tenho vergonha - confessou o bêbedo, baixando a cabeça.

o bebado que bebe para esquecer
O bebado

- Vergonha de quê? - tentou informar-se o principezinho, cheio de vontade de o ajudar.

- Vergonha de beber! - concluiu o bêbedo, fechando-se definitivamente no seu silêncio.

E o principezinho foi-se embora, perplexo.

"Não há dúvida de que as pessoas grandes são mesmo muitíssimo esquisitas", foi o que ele foi a pensar, durante a viagem.

<< Página Anterior

pág. 37 (Capítulo 13)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Principezinho
Páginas: 78
Página atual: 37

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 2
Capítulo 3 5
Capítulo 4 8
Capítulo 5 11
Capítulo 6 15
Capítulo 7 19
Capítulo 8 20
Capítulo 9 24
Capítulo 10 28
Capítulo 11 30
Capítulo 12 35
Capítulo 13 37
Capítulo 14 38
Capítulo 15 42
Capítulo 16 46
Capítulo 17 50
Capítulo 18 51
Capítulo 19 53
Capítulo 20 54
Capítulo 21 55
Capítulo 22 56
Capítulo 23 62
Capítulo 24 63
Capítulo 25 64
Capítulo 26 67
Capítulo 27 70
Capítulo 28 77
Capítulo 29 78
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site