Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 23: Capítulo 23

Página 62
- Olá, bom dia! - disse o principezinho.

- Olá, bom dia! - disse o agulheiro.

- O que é que estás aqui a fazer? - perguntou o principezinho.

- Faço pacotes de passageiros. Cada pacote leva mil - disse o agulheiro. - Faço a expedição dos comboios que os transportam, umas vezes para a direita, outras vezes, para a esquerda...

E um rápido todo iluminado, a rugir como um trovão, fez estremecer a cabina do agulheiro.

- A pressa com que eles vão! - exclamou o principezinho.

- De que é que eles andam à procura?

- Nem o próprio maquinista sabe - disse o agulheiro.

E, em sentido inverso, passou outro rápido, a rugir.

- Já estão de volta? - perguntou o principezinho.

- Não são os mesmos - respondeu o agulheiro. - É uma troca.

- Mas eles não estavam bem lá onde estavam?

- Nunca se está bem onde se está – disse o agulheiro.

E rugiu o trovão de outro rápido iluminado.

- Estes andam atrás dos outros? - perguntou o principezinho.

- Não, não andam atrás de nada - disse o agulheiro. - Vão lá dentro a dormir e a abrir a boca. Só as crianças é que vão de nariz esborrachado contra os vidros...

- Só as crianças é que sabem do que andam à procura - disse o principezinho. - São capazes de perder tempo com uma boneca de trapos que, por isso, passa a ser muito importante para elas. Se alguém lha tira, desatam a chorar...

- Que sorte que as crianças têm! - disse o agulheiro.

<< Página Anterior

pág. 62 (Capítulo 23)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Principezinho
Páginas: 78
Página atual: 62

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 2
Capítulo 3 5
Capítulo 4 8
Capítulo 5 11
Capítulo 6 15
Capítulo 7 19
Capítulo 8 20
Capítulo 9 24
Capítulo 10 28
Capítulo 11 30
Capítulo 12 35
Capítulo 13 37
Capítulo 14 38
Capítulo 15 42
Capítulo 16 46
Capítulo 17 50
Capítulo 18 51
Capítulo 19 53
Capítulo 20 54
Capítulo 21 55
Capítulo 22 56
Capítulo 23 62
Capítulo 24 63
Capítulo 25 64
Capítulo 26 67
Capítulo 27 70
Capítulo 28 77
Capítulo 29 78
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site