Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 17: Capítulo 17

Página 50
O sétimo planeta foi, portanto, a Terra.

A Terra não é um planeta qualquer. Tem cento e onze reis (contando, claro está, com os reis pretos), sete mil geógrafos, novecentos mil homens de negócios, sete milhões e meio de bêbedos, trezentos e onze milhões de vaidosos, ou seja, aproximadamente, dois biliões de pessoas grandes.

Para ficarem com uma ideia das dimensões da Terra dir-vos-ei que, antes da invenção da electricidade, devia haver, no conjunto dos seis continentes, um autêntico exército de quatrocentos e sessenta e dois mil, quinhentos e onze acendedores de candeeiros.

Vistos de longe, faziam um efeito magnífico. Os seus movimentos eram tão certinhos e tão bem regulados como os de um bailado. Primeiro, era a vez dos acendedores de candeeiros da Nova Zelândia e da Austrália. Depois de acenderem os candeeiros, iam-se deitar. E era a vez de entrarem na dança os acendedores de candeeiros da China e da Sibéria. Depois, também eles se eclipsavam para os bastidores. E então era a vez dos acendedores de candeeiros da Rússia e das Índias. Depois, a dos de África e da Europa. Depois, a dos da América do Sul. Depois, a dos da América do Norte. E nunca nenhum trocava a ordem de entrada em cena. Era um espectáculo grandioso.

Só o acendedor do único candeeiro do pólo Norte e o seu confrade do único candeeiro do pólo Sul tinham uma vida calma e regalada: não trabalhavam senão duas vezes por ano.

<< Página Anterior

pág. 50 (Capítulo 17)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Principezinho
Páginas: 78
Página atual: 50

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 2
Capítulo 3 5
Capítulo 4 8
Capítulo 5 11
Capítulo 6 15
Capítulo 7 19
Capítulo 8 20
Capítulo 9 24
Capítulo 10 28
Capítulo 11 30
Capítulo 12 35
Capítulo 13 37
Capítulo 14 38
Capítulo 15 42
Capítulo 16 46
Capítulo 17 50
Capítulo 18 51
Capítulo 19 53
Capítulo 20 54
Capítulo 21 55
Capítulo 22 56
Capítulo 23 62
Capítulo 24 63
Capítulo 25 64
Capítulo 26 67
Capítulo 27 70
Capítulo 28 77
Capítulo 29 78
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site