Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 18: Capítulo 18

Página 51
Às vezes, quando se quer ter graça, dizem-se algumas mentiras. Devo confessar que não foi lá muito honesto falar-vos dos acendedores de candeeiros. Quem não conheça o planeta, arrisca a ficar com uma ideia errada dele. Na realidade, só muito pouco espaço da Terra é que é ocupado pelos homens. Se os dois biliões de habitantes da Terra se pusessem de pé, muito juntinhos uns ao lado dos outros, como num comício, cabiam todos, à vontade, numa praça de vinte milhas de comprimento por vinte milhas de largura. Bem amontoada, a Humanidade cabia inteirinha na mais pequena ilhota do Oceano Pacífico.

Claro que as pessoas grandes não vão acreditar. Elas pensam que ocupam muito espaço. Julgam-se tão grandes como embondeiros. Portanto, o melhor é vocês dizerem-lhes para fazerem as contas. As pessoas grandes adoram números e vão ficar todas contentes. Mas vocês, vocês que confiam em mim,. não percam tempo repetir tudo. Eu já fiz as contas...

Uma vez na Terra, o principezinho ficou muito admirado por não ver ninguém. Já estava com medo de se ter enganado de planeta, quando reparou num anel cor de luar a mexer na areia.

- Olá, boa noite! - lançou o principezinho para os ares, a ver o que aquilo dava.

- Olá, boa noite! - disse a serpente.

- Em que planeta é que eu vim cair? - perguntou o principezinho.

- Na Terra, em África - respondeu a serpente.

<< Página Anterior

pág. 51 (Capítulo 18)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Principezinho
Páginas: 78
Página atual: 51

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 2
Capítulo 3 5
Capítulo 4 8
Capítulo 5 11
Capítulo 6 15
Capítulo 7 19
Capítulo 8 20
Capítulo 9 24
Capítulo 10 28
Capítulo 11 30
Capítulo 12 35
Capítulo 13 37
Capítulo 14 38
Capítulo 15 42
Capítulo 16 46
Capítulo 17 50
Capítulo 18 51
Capítulo 19 53
Capítulo 20 54
Capítulo 21 55
Capítulo 22 56
Capítulo 23 62
Capítulo 24 63
Capítulo 25 64
Capítulo 26 67
Capítulo 27 70
Capítulo 28 77
Capítulo 29 78
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site