Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 4: Parte III

Página 10
Parte III

Vem um Onzeneiro, e pergunta ao Arrais do Inferno, dizendo:

ONZENEIRO

Pera onde caminhais?

DIABO

Oh! Que má-hora venhais,

onzeneiro, meu parente!

Como tardastes vós tanto?

ONZENEIRO

Mais quisera eu lá tardar…

Na safra de apanhar

me deu Saturno quebranto.

DIABO

Ora mui muito m’espanto

nom vos livrar o dinheiro!

ONZENEIRO

Solamente pera o barqueiro

nom me leixaram nem tanto...

DIABO

Ora entrai, entrai aqui!

ONZENEIRO

Não hei eu i d’embarcar!

DIABO

Oh! Que gentil recear,

e que cousas pera mi!

ONZENEIRO

Ainda agora faleci,

leixa-me buscar batel!

Pesar de São Pimentel,

Nunca tanta pressa vi!

Pera onde é a viagem?

DIABO

Pera onde tu hás-de ir.

ONZENEIRO

Havemos logo de partir?

DIABO

Não cures de mais linguagem.

<< Página Anterior

pág. 10 (Capítulo 4)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Auto da Barca do Inferno
Páginas: 41
Página atual: 10

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Introdução de Gil Vicente 1
Parte I 2
Parte II 4
Parte III 10
Parte IV 13
Parte V 16
Parte VI 19
Parte VII 24
Parte VIII 27
Parte IX 29
Parte X 32
Parte XI 36
Parte XII 39
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site