Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 10: Parte IX

Página 29
Parte IX

Vem um Corregedor, carregado de feitos, e, chegando à barca do Inferno, com sua vara na mão, diz:

CORREGEDOR

Hou da barca!

DIABO

Que querês?

CORREGEDOR

Está aqui o senhor juiz?

DIABO

Oh amador de perdiz,

gentil cárrega trazês!

CORREGEDOR

No meu ar conhecerês

que nom é ela do meu jeito.

DIABO

Como vai lá o direito?

CORREGEDOR

Nestes feitos o verês.

DIABO

Ora, pois, entrai. Veremos

que diz i nesse papel...

CORREGEDOR

E onde vai o batel?

DIABO

No Inferno vos poeremos.

CORREGEDOR

Como? À terra dos demos

há-de ir um corregedor?

DIABO

Santo descorregedor,

embarcai, e remaremos!

Ora, entrai, pois que viestes!

CORREGEDOR

Nom é de regulæ juris, não!

DIABO

Ita, ita! Dai cá a mão!

Remareis um remo destes.

<< Página Anterior

pág. 29 (Capítulo 10)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Auto da Barca do Inferno
Páginas: 41
Página atual: 29

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Introdução de Gil Vicente 1
Parte I 2
Parte II 4
Parte III 10
Parte IV 13
Parte V 16
Parte VI 19
Parte VII 24
Parte VIII 27
Parte IX 29
Parte X 32
Parte XI 36
Parte XII 39
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site