Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 4: A Tragédia do Glória Scott

Página 75
A Tragédia do Glória Scott

- Tenho aqui uns papéis - disse o meu amigo Sherlock Holmes quando nos sentámos numa noite de Inverno ao lado da lareira. - Creio, realmente, que vale a pena examiná-los. São os documentos do extraordinário caso do Glória Scott. E aqui está a mensagem que encheu de terror o juiz de paz quando a leu.

Tirou da gaveta um rolo, e, desatando uma fita que o envolvia, passou-me uma breve nota rabiscada numa meia folha de papel de um cinzento de ardósia:

«A provisão de caça para Londres está muito bem terminada», rezava a nota. «O guarda-chefe Hudson, segundo supomos, disse que está tudo arranjado; que fuja a mosca para a faisoa se salvar enquanto a sua prole tiver vida.»

Quando deixei de olhar para essa mensagem enigmática, vi Holmes rindo por entre dentes da expressão do meu rosto.

- Você parece um tanto confuso - disse.

- Não posso compreender como semelhante mensagem pôde inspirar horror. Parece-me mais grotesca do que outra coisa.

- É muito provável. Mas a verdade é que o seu leitor, que era homem robusto e atilado, ficou totalmente dominado por ela como se fosse uma coronhada de pistola.

- Você despertou a minha curiosidade - disse. - Mas por que me disse só agora que houve razões particulares devido às quais devo estudar este caso?

- Porque foi o primeiro em que me empenhei como nunca.

Várias vezes me esforcei por descobrir por que motivo o meu companheiro se tinha dedicado às pesquisas criminais, mas nunca o apanhara num humor comunicativo. Inclinou-se então para a frente na sua cadeira de braços e espalhou os documentos sobre os joelhos. Em seguida acendeu o cachimbo e começou a soltar fumaças e a revirá-los.

<< Página Anterior

pág. 75 (Capítulo 4)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro As memórias de Sherlock Holmes
Páginas: 274
Página atual: 75

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
O Estrela de Prata 1
A Face Amarela 33
O Escriturário da Corretagem 54
A Tragédia do Glória Scott 75
O Ritual de Musgrave 99
O Enigma de Reigate 122
O Corcunda 145
O Paciente Internado 167
O Intérprete Grego 190
O Tratado Naval 212
O Problema Final 252
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site