Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar
> > > Página 163

Capítulo 14: Capítulo XIV

Página 163
Tinham continuado pelo corredor, mas de repente O'Brien deteve-se. Com a amistosidade curiosa e desarmante que sempre lograva comunicar ao gesto, recolocou os óculos no nariz. E continuou:

- O que eu de facto te queria dizer, a propósito do artigo, é que notei o uso de duas palavras obsoletas. Que se tornaram obsoletas muito recentemente. Já viste a décima edição do Dicionário de Novilíngua?

- Não. Não creio que já tenha sido publicado. No Departamento de Registro ainda usamos a nona.

- Creio que a décima edição só será publicada daqui a alguns meses. Mas foram preparados alguns exemplares especiais, de amostra. E eu recebi um. Talvez gostasses de examiná-lo?

- Apreciaria imenso - disse Winston, percebendo imediatamente aonde levava a conversa.

- Algumas novidades são muito engenhosas. A redução do número de verbos, por exemplo... creio que gostarás de ver isso. Vejamos, mando um mensageiro entregar-te o dicionário? O pior é que invariavelmente me esqueço de tudo. O melhor, talvez, seria ires buscá-lo ao meu apartamento, à hora que quisesses. Espera, que já te dou meu endereço.

Estavam parados diante duma teletela. Um tanto distraído, O'Brien procurou em dois bolsos e deles tirou um pequeno canhenho de capa de couro e uma lapiseira-tinta, de ouro. Logo abaixo da teletela, em posição tal que pudesse ser lido por quem estivesse de plantão no outro extremo do fio do aparelho, ele rabiscou um endereço, arrancou a página e deu a Winston.

- Normalmente estou em casa à noite - disse ele. - Se não estiver, a minha empregada entrega-te o Dicionário.

E afastou-se, deixando Winston com o pedaço de papel que, desta vez, não havia necessidade de esconder. Não obstante, decorou-o cuidadosamente e algumas horas mais tarde jogou-o no buraco da memória, com um maço de outros papéis.

<< Página Anterior

pág. 163 (Capítulo 14)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro 1984
Páginas: 309
Página atual: 163

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo I 1
Capítulo II 20
Capítulo III 29
Capítulo IV 38
Capítulo V 50
Capítulo VI 66
Capítulo VII 72
Capítulo VIII 85
Capítulo IX 108
Capítulo X 120
Capítulo XI 130
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 152
Capítulo XIV 162
Capítulo XV 165
Capítulo XVI 173
Capítulo XVII 185
Capítulo XVIII 235
Capítulo XIX 249
Capítulo XX 270
Capítulo XXI 284
Capítulo XXII 293
Capítulo XXIII 298
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site