Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar
> > O Retrato de Ricardina

Capa do livro O Retrato de Ricardina de Camilo Castelo Branco
Título: O Retrato de Ricardina
Ano de Edição: 1868
Páginas: 178
Sinopse:
O «Retrato de Ricardina» é uma Novela sentimental de Camilo Castelo Branco, cuja intriga atribulada e inverosímil ("esta novela parece querer demonstrar que sucedem casos incríveis") gira em torno dos amores infelizes entre Ricardina Pimentel, filha do orgulhoso abade de Espinho, e Bernardo Moniz, estudante de Direito, cujas peripécias se arrastam por mais de vinte anos. O motivo da paixão contrariada pela oposição paterna, a omnipresença da fatalidade ("Pois a desgraça não estará cansada? - Que pergunta! A desgraça cansada! Teria ela começado?") e o sentimento da honra (que assume contornos diversos no pundonor de Leonardo e no heroísmo moral de Bernardo, recusando-se a cometer um crime) são tópicos recorrentes na ficção camiliana.
Curiosidades:
Esta obra de Camilo Castelo Branco foi, juntamente com «A Brasileira de Prazins», a base para a adaptação da série televisiva portuguesa «Ricardina e Marta» produzida pela RTP.
Excerto:
«Assim que as filhas perfizeram a idade perigosa, o abade entrou-se do capricho de as casar com primos, sobrinhos de Clementina. Lisonjeava-o entrar com as filhas na casa de onde fugira a mãe, quinze anos antes. »
anúncio
Os capítulos deste livro:
CAPÍTULO I - O ABADE DE ESPINHO 1
CAPÍTULO II - UM AMIGO! 9
CAPÍTULO III – REAÇÕES 12
CAPÍTULO IV - BERNARDO MONIZ 19
CAPÍTULO V - MÃE E FILHA 25
CAPÍTULO VI – AGONIAS 32
CAPÍTULO VII - O QUE ELA PEDIA A JESUS 39
CAPÍTULO VIII - O BEM-FAZER DA MORTE 45
CAPÍTULO IX - ATÉ QUE ENFIM! 52
CAPÍTULO X - A SORTE 59
CAPÍTULO XI - MEMÓRIAS DOLOROSAS 66
CAPÍTULO XII – ESPERANÇAS 75
CAPÍTULO XIII - NORBERTO CALVO 80
CAPÍTULO XIV - PLANOS DO ABADE 88
CAPÍTULO XV - COMO O SENTIMENTO DA GRATIDÃO FEZ UM TIGRE 94
CAPÍTULO XVI - E O SOL NASCIA FORMOSO! 104
CAPÍTULO XVII - ENTRE A DEMÊNCIA E A MORTE 112
CAPÍTULO XVIII - O QUE FEZ A IGNORÂNCIA DO ESTILO FIGURADO 118
CAPÍTULO XIX - TÁBUA DE SALVAÇÃO 122
CAPÍTULO XX - OBRAS DO TEMPO 125
CAPÍTULO XXI - VANTAGENS DE CINCO PRÉMIOS 132
CAPÍTULO XXII - OS “DEZ-RÉIS” DA VISCONDESSA 136
CAPÍTULO XXIII - A RODA DA FORTUNA 141
CAPÍTULO XXIV - A NETA DO ABADE DE ESPINHO 147
CAPÍTULO XXV - O CORAÇÃO NÃO SE REGULA PELAS LEIS VISIGÓTICAS 156
CAPÍTULO XXVI - O REPATRIADO 161
CAPÍTULO XXVII - O RETRATO DE RICARDINA 166
CAPÍTULO XXVIII - ENFIM... 171
CAPÍTULO XXVIII – CONCLUSÃO 177
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site