Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 12: CAPÍTULO XI
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA

Página 372
CAPÍTULO XI
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA

A distribuição presente não pode ser explica da por diferenças em condições físicas - Importância das barreiras - Afinidade das produções do mesmo continente - Centros de criação - Meios de dispersão, por mudanças climáticas, de nível do solo, e por meios ocasionais - Alcance mundial da dispersão durante o período glacial.

Ao considerar a distribuição dos seres orgânicos à superfície do globo, o primeiro grande facto que nos impressiona é que nem a semelhança nem a dissemelhança dos habitantes de várias regiões podem ser explicadas pelas suas condições climáticas e outras condições físicas. Recentemente, quase todos os autores que estudaram o assunto chegaram a esta conclusão. O caso da América seria quase suficiente para provar a sua verdade: pois se excluímos as partes setentrionais onde a terra circumpolar é quase contínua, todos os autores concordam que uma das divisões mais fundamentais na distribuição geográfica se dá entre o Novo e o Velho Mundo; porém, se viajamos pelo vasto continente americano, desde as partes centrais dos Estados Unidos até ao seu extremo meridional, deparamo-nos com as condições mais diversificadas; as regiões mais húmidas, desertos áridos, montanhas majestosas, pradarias, florestas, pauis, lagos e grandes rios, sob quase todas as temperaturas. Dificilmente haverá uma condição climática no Velho Mundo que não tenha o seu equivalente no Novo - pelo menos tão aproximadamente como as mesmas espécies em geral precisam; pois é raríssimo encontrar um grupo de, organismos confinado a qualquer pequeno local cujas condições sejam apenas ligeiramente peculiares; por exemplo, poder-se-ia destacar no Velho Mundo pequenas áreas mais quentes do que quaisquer áreas no Novo Mundo e, no entanto, estes não são habitados por qualquer flora ou fauna peculiares.

<< Página Anterior

pág. 372 (Capítulo 12)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro A Origem das Espécies
Páginas: 524
Página atual: 372

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
INTRODUÇÃO 1
CAPÍTULO I
VARIAÇÃO SOB DOMESTICAÇÃO
7
CAPÍTULO II
VARIAÇÃO EM ESTADO DE NATUREZA
49
CAPÍTULO III
LUTA PELA EXISTÊNCIA
67
CAPÍTULO IV
SELECÇÃO NATURAL
88
CAPÍTULO V
LEIS DA VARIAÇÃO
143
CAPÍTULO VI
DIFICULDADES ENFRENTADAS PELA TEORIA
184
CAPÍTULO VII
INSTINTO
223
CAPÍTULO VIII HIBRIDISMO 263
CAPÍTULO IX
SOBRE A INPERFEIÇÃO DO REGISTO GEOLÓGICO
302
CAPÍTULO X
SOBRE A SUCESSÃO GEOLÓGICA DOS SERES ORGÂNICOS
336
CAPÍTULO XI
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA
372
CAPÍTULO XII
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (continuação)
411
CAPÍTULO XIII
AFINIDADES MÚTUAS DOS SERES ORGÂNICOS. MORFOLOGIA. EMBRIOLOGIA. ÓRGÂOS RUDIMENTARES.
441
CAPÍTULO XIV
RECAPITULAÇÃO E CONCLUSÃO
491
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site