Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 6: CAPÍTULO V
LEIS DA VARIAÇÃO

Página 143
CAPÍTULO V
LEIS DA VARIAÇÃO

Efeitos das condições externas - Uso e desuso, combinados com a selecção natural; os órgãos de voo e da visão - Aclimatação - Correlação de crescimento - Compensação e economia de crescimento - Falsas correlações - Estruturas múltiplas, rudimentares e inferiormente organizadas, variáveis - As partes invulgarmente desenvolvidas são altamente variáveis: os caracteres específicos são mais variáveis do que os genéricos: os caracteres sexuais secundários variáveis - As espécies do mesmo género variam de forma análoga - Reversões para caracteres há muito perdidos - Resumo.

Até agora, falei por vezes como se as variações - tão comuns e multiformes nos seres orgânicos que se encontram sob domesticação e em menor grau nos que se encontram em estado de natureza - se devessem ao acaso. Esta é, evidentemente, uma expressão de todo incorrecta, mas serve para reconhecer claramente a nossa ignorância acerca da causa de cada variação particular. Alguns autores acreditam que produzir diferenças individuais, ou desvios de estrutura muito ligeiros, é tanto uma função do sistema reprodutivo como o é fazer a cria semelhante aos progenitores. Mas a muito maior variabilidade, bem como a ocorrência mais frequente de monstruosidades, sob domesticação ou cultivo, por comparação ao estado de natureza, leva-me a crer que os desvios de estrutura se devem de alguma maneira à natureza das condições de vida a que os progenitores e os antepassados mais remotos foram sujeitos durante muitas gerações. Observei no Capítulo I - embora para mostrar a verdade da observação fosse necessário um extenso catálogo de factos que não pode ser apresentado aqui - que o sistema reprodutivo é eminentemente susceptível às alterações nas condições de vida; e atribuo principalmente a condição variável ou plástica da prole à perturbação funcional deste sistema nos pais.

<< Página Anterior

pág. 143 (Capítulo 6)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro A Origem das Espécies
Páginas: 524
Página atual: 143

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
INTRODUÇÃO 1
CAPÍTULO I
VARIAÇÃO SOB DOMESTICAÇÃO
7
CAPÍTULO II
VARIAÇÃO EM ESTADO DE NATUREZA
49
CAPÍTULO III
LUTA PELA EXISTÊNCIA
67
CAPÍTULO IV
SELECÇÃO NATURAL
88
CAPÍTULO V
LEIS DA VARIAÇÃO
143
CAPÍTULO VI
DIFICULDADES ENFRENTADAS PELA TEORIA
184
CAPÍTULO VII
INSTINTO
223
CAPÍTULO VIII HIBRIDISMO 263
CAPÍTULO IX
SOBRE A INPERFEIÇÃO DO REGISTO GEOLÓGICO
302
CAPÍTULO X
SOBRE A SUCESSÃO GEOLÓGICA DOS SERES ORGÂNICOS
336
CAPÍTULO XI
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA
372
CAPÍTULO XII
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (continuação)
411
CAPÍTULO XIII
AFINIDADES MÚTUAS DOS SERES ORGÂNICOS. MORFOLOGIA. EMBRIOLOGIA. ÓRGÂOS RUDIMENTARES.
441
CAPÍTULO XIV
RECAPITULAÇÃO E CONCLUSÃO
491
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site