Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 13: CAPÍTULO XII
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (continuação)

Página 411
CAPÍTULO XII
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (continuação)

Distribuição de produções de água doce - Sobre os habitantes das ilhas oceânicas - Ausência de batráquios e de mamíferos terrestres - Sobre a relação dos habitantes das ilhas com os do continente mais próximo - Sobre a colonização a partir da fonte mais próxima com modificação subsequente - Resumo do presente capítulo e do anterior.

Como os lagos e os sistemas fluviais estão separados entre si por barreiras terrestres, poder-se-ia pensar que as produções de água doce não se distribuiriam amplamente na mesma região e, sendo o mar aparentemente uma barreira ainda mais intransponível, que nunca se teriam propagado para regiões distantes. Mas acontece exactamente o inverso. Não só muitas espécies de água doce, pertencentes a classes completamente diferentes, têm uma distribuição muito ampla, como as espécies próximas prevalecem extraordinariamente em todo o mundo. Recordo bem, quando pela primeira vez fiz recolhas nas águas doces do Brasil, de sentir muita surpresa perante a semelhança dos insectos, moluscos, etc., de água doce, e perante a dissemelhança dos seres terrestres circundantes, por comparação com os das Ilhas Britânicas.

Mas creio que este poder de distribuição ampla nas produções de água doce, embora tão inesperado, se pode explicar, na maioria dos casos, pelo facto de estas se terem adaptado, de uma maneira que geralmente lhes é muito útil, a migrações curtas e frequentes de lago para lago, ou de curso de água para curso de água; e a susceptibilidade à dispersão alargada seguir-se-ia desta capacidade, como uma consequência quase necessária. Só podemos considerar aqui alguns casos. No que se refere aos peixes, creio que as mesmas espécies nunca ocorrem nas águas doces de continentes distantes.

<< Página Anterior

pág. 411 (Capítulo 13)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro A Origem das Espécies
Páginas: 524
Página atual: 411

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
INTRODUÇÃO 1
CAPÍTULO I
VARIAÇÃO SOB DOMESTICAÇÃO
7
CAPÍTULO II
VARIAÇÃO EM ESTADO DE NATUREZA
49
CAPÍTULO III
LUTA PELA EXISTÊNCIA
67
CAPÍTULO IV
SELECÇÃO NATURAL
88
CAPÍTULO V
LEIS DA VARIAÇÃO
143
CAPÍTULO VI
DIFICULDADES ENFRENTADAS PELA TEORIA
184
CAPÍTULO VII
INSTINTO
223
CAPÍTULO VIII HIBRIDISMO 263
CAPÍTULO IX
SOBRE A INPERFEIÇÃO DO REGISTO GEOLÓGICO
302
CAPÍTULO X
SOBRE A SUCESSÃO GEOLÓGICA DOS SERES ORGÂNICOS
336
CAPÍTULO XI
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA
372
CAPÍTULO XII
DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA (continuação)
411
CAPÍTULO XIII
AFINIDADES MÚTUAS DOS SERES ORGÂNICOS. MORFOLOGIA. EMBRIOLOGIA. ÓRGÂOS RUDIMENTARES.
441
CAPÍTULO XIV
RECAPITULAÇÃO E CONCLUSÃO
491
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site