Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 14: Capítulo 14

Página 203
Mas soltei um grito de alegria: Lorde John estava ajoelhado ao meu lado.

Era ele e não ele. Tinha perdido a calma, a correcção da sua pessoa, a elegância do seu vestuário. Estava pálido os olhos espantados mostravam o ar de um animal selvagem, ofegava como alguém que tivesse corrido depressa e durante muito tempo. O rosto magro estava arranhado, ensanguentado, o fato parecia em farrapos, já não trazia chapéu. Contemplei-o, aturdido, mas não me deu tempo para interrogá-lo. Enquanto falava ia reunindo as nossas provisões.

- Depressa, bebé! Depressa! - gritou. - Cada segundo conta. Pegue nessas duas espingardas. Eu tenho as outras duas. Agora, todos os cartuchos que puder reunir. Encha as algibeiras. A seguir, alguns víveres. Uma meia dúzia de latas de conserva chegarão. Perfeito! Não perca tempo a fazer-me perguntas nem a pensar. Despachemo-nos ou seremos apanhados!

Ainda envolvido em sono, e completamente incapaz de adivinhar o que tudo aquilo poderia significar, pus-me a correr loucamente atrás dele através da floresta, com uma espingarda debaixo de cada braço e latas de conserva nas mãos. Lorde John deu uma quantidade de saltos por cima das silvas mais espessas até alcançar uma parte mais densa do matagal. Aí precipitou-se sem se preocupar com os espinhos e atirou-se ao chão, a seu lado.

- Uf! - ofegou.- Creio que aqui estamos em segurança. Eles irão ao Forte Challenger, é tão certo como dois e dois serem quatro. Será a sua primeira ideia. Mas penso que os despistámos.

<< Página Anterior

pág. 203 (Capítulo 14)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro O Mundo Perdido
Páginas: 286
Página atual: 203

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 2
Capítulo 3 11
Capítulo 4 21
Capítulo 5 31
Capítulo 6 53
Capítulo 7 70
Capítulo 8 83
Capítulo 9 96
Capítulo 10 113
Capítulo 11 142
Capítulo 12 161
Capítulo 13 182
Capítulo 14 202
Capítulo 15 222
Capítulo 16 242
Capítulo 17 264
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site