Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 29: VI

Página 324

- Eu prometo - disse ela -, assino...

- Estou farto das suas assinaturas!

- Vou ainda vender...

- Ora vamos lá! - volveu ele, encolhendo os ombros. - A senhora já não tem nada para vender.

E gritou pelo postigo que dava para a loja:

- Annette! Não te esqueças dos três retalhos do n.º 14.

A criada apareceu; Emma compreendeu e perguntou «que quantia seria precisa para deter todo o processo judicial»

- Agora já é tarde!

- Mas se eu lhe trouxesse vários milhares de francos, uma quarta parte da soma, um terço, quase tudo?

- Não, não! É inútil!

Empurrou-a delicadamente para a escada.

- Suplico-lhe, Sr. Lheureux, só alguns dias mais! Ela soluçava.

- Bom, agora temos lágrimas!

- O senhor faz-me desesperar!

- Não tenho mais que me ralar com isso! - foi a resposta dele, enquanto fechava a porta.

<< Página Anterior

pág. 324 (Capítulo 29)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Madame Bovary
Páginas: 382
Página atual: 324

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
PRIMEIRA PARTE – I 1
II 12
III 22
IV 29
V 36
VI 40
VII 46
VIII 54
IX 66
SEGUNDA PARTE – I 79
II 90
III 97
IV 112
VI 126
VII 140
VIII 150
IX 175
X 186
XI 196
XII 209
XIII 224
XIV 234
XV 246
TERCEIRA PARTE – I 255
II 271
III 282
IV 285
V 289
VI 307
VII 325
VIII 339
IX 357
X 366
XI 373
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site