Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 21: Capítulo 21

Página 160
VINTE

O número dez é o número natural de urna série. «Por acordo com a natureza é que os Helenos contam até dez e depois recomeçam do princípio.» É este, evidentemente, o número dos dedos das duas mãos. Esta repetição do cinco, que encontramos em toda a natureza, foi urna das coisas que levou os pitagóricos a afirmar que «tudo é número». No Apocalipse, dez é o número «natural» ou completo de urna série. Ao fazerem experiências com calhaus, os pitagóricos descobriram que era possível, com dez, formar um triângulo de 4 + 3 + 2 + 1; e isto deu asas à sua imaginação. - Porém, as dez cabeças ou chifres coroados das duas bestas maléficas de João só representam, por certo, urna série completa de imperadores ou reis, urna vez que os cornos se fizeram um vulgar símbolo de impérios e dos seus senhores. O velho símbolo dos cornos é, naturalmente, o símbolo do poder; na origem, o poder divino dado ao homem pelo cosmo vivo, pelo estrelado dragão verde da vida, mas em especial pelo dragão vivo no interior do corpo que jaz enrolado na base da espinha dorsal e às vezes irrompe, espinha acima, até inundar a fronte de magnificência: os cornos dourados do poder que brotam da testa de Moisés, ou Uréus, a serpente de ouro que surgia entre as sobrancelhas do real faraó do Egipto e é o dragão do indivíduo. Para o comum dos mortais o corno do poder era, porém, o itifalo, o falo, a cornucópia.

<< Página Anterior

pág. 160 (Capítulo 21)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Apocalipse
Páginas: 180
Página atual: 160

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 4
Capítulo 3 14
Capítulo 4 18
Capítulo 5 27
Capítulo 6 33
Capítulo 7 46
Capítulo 8 69
Capítulo 9 75
Capítulo 10 77
Capítulo 11 89
Capítulo 12 99
Capítulo 13 102
Capítulo 14 107
Capítulo 15 112
Capítulo 16 122
Capítulo 17 128
Capítulo 18 143
Capítulo 19 149
Capítulo 20 155
Capítulo 21 160
Capítulo 22 161
Capítulo 23 162
Capítulo 24 170
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site