Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 19: Capítulo 19

Página 149
DEZOITO

Três é o número das coisas divinas, e quatro é o número da criação. O mundo é um quadrado perfeito, dividido em quatro quadrantes governados por quatro grandes criaturas, as quatro criaturas aladas que rodeiam o trono do Todo-Poderoso. Estas quatro grandes criaturas compõem a totalidade do poderoso espaço que tanto é treva como luz, e as suas asas são a palpitação deste espaço que não para de vibrar com trovejantes louvores ao Criador; porque elas são a Criação que louva o seu Criador, como qualquer Criação louvará para sempre quem a criou. O facto de as suas asas (à letra) estarem cheias de olhos à frente e atrás, só significa que são as estrelas dos palpitantes céus que, para todo o sempre, se hão-de modificar, mover e pulsar. Embora Ezequiel tenha chegado até nós com o seu texto perturbado e mutilado, lá vemos as quatro grandes criaturas no meio das rodas da circunvolução dos céus - concepção que pertence aos séculos VII, VI e V a. C. -, e a suportarem com a ponta das asas a abóbada de cristal do derradeiro céu onde está o trono.

É provável que as Criaturas sejam de mais velha origem que o próprio Deus. Constituem uma muito nobre concepção, com alguns vestígios subjacentes à maior parte das grandes Criaturas aladas do Oriente. Pertencem à última era do cosmo vivo, o cosmo que não foi criado, que ainda não tinha deus por ser, em si mesmo, essencialmente divino e primevo.

<< Página Anterior

pág. 149 (Capítulo 19)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Apocalipse
Páginas: 180
Página atual: 149

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 4
Capítulo 3 14
Capítulo 4 18
Capítulo 5 27
Capítulo 6 33
Capítulo 7 46
Capítulo 8 69
Capítulo 9 75
Capítulo 10 77
Capítulo 11 89
Capítulo 12 99
Capítulo 13 102
Capítulo 14 107
Capítulo 15 112
Capítulo 16 122
Capítulo 17 128
Capítulo 18 143
Capítulo 19 149
Capítulo 20 155
Capítulo 21 160
Capítulo 22 161
Capítulo 23 162
Capítulo 24 170
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site