Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 22: Capítulo 22

Página 161
VINTE E UM

Doze, o número final, é o número do estabilizado ou imutável cosmo e contrasta com o sete dos planetas errantes que são o cosmo físico (no velho sentido grego da palavra), sempre com um movimento independente de todos os outros. Doze é o número dos signos do zodíaco e dos meses do ano. É três vezes quatro ou quatro vezes três: a total correspondência. É toda a esfera dos céus e toda a esfera do homem. Porque o homem, de acordo com o velho esquema, tinha sete naturezas: ou seja 6 + 1, em que a última era a natureza da sua totalidade. Mas agora tanto tem outra natureza completamente nova como a velha, pois admitimos que ainda é formado pelo velho Adão mais o novo. Deste modo, o seu número agora é o doze - 6 + 6, devido às suas naturezas - e o um, devido à sua totalidade. Totalidade esta que agora está em Cristo e já não mais simbolizada entre as suas sobrancelhas. Agora, que o seu número é doze, o homem está perfeitamente acabado e estabilizado, estabilizado e inalterável porque é perfeito e não tem necessidade de mudar; e a sua totalidade, que é o número treze (azarento, de acordo com a superstição), está no céu com Cristo. Era esta a opinião dos «eleitos» sobre o que lhes dizia respeito. E ainda continua a ser a opinião ortodoxa: os salvos em Cristo são perfeitos e imutáveis, não têm necessidade de mudar. Estão perfeitamente individualizados.

<< Página Anterior

pág. 161 (Capítulo 22)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Apocalipse
Páginas: 180
Página atual: 161

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 4
Capítulo 3 14
Capítulo 4 18
Capítulo 5 27
Capítulo 6 33
Capítulo 7 46
Capítulo 8 69
Capítulo 9 75
Capítulo 10 77
Capítulo 11 89
Capítulo 12 99
Capítulo 13 102
Capítulo 14 107
Capítulo 15 112
Capítulo 16 122
Capítulo 17 128
Capítulo 18 143
Capítulo 19 149
Capítulo 20 155
Capítulo 21 160
Capítulo 22 161
Capítulo 23 162
Capítulo 24 170
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site