Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 24: Capítulo 24

Página 170
VINTE E TRÊS

Sim, porque se começarmos a ensinar as grandes massas de povo a consumar uma auto-realização individual, depois de tudo dito e feito veremos, de facto, que elas não passam de criaturas fragmentárias, incapazes de alcançar por inteiro a sua individualidade; que acabaremos por torná-las invejosas, rancorosas e malévolas. Quem é generoso para com os homens, conhece o carácter fragmentário da maior parte e deseja organizar uma sociedade de poder onde todos os homens cedam, como é natural, a uma totalidade colectiva por serem incapazes de formar uma totalidade individual. Poder-se-ão realizar nesta totalidade colectiva. Contudo, se fizerem esforços para chegar à realização individual estarão fadados a fracassar já que são, por natureza, fragmentários. E fracassados, sem poderem dispor de nenhuma espécie de totalidade, cedem à inveja e ao rancor. Jesus sabia perfeitamente que isto era assim quando disse: aos que têm será dado, etc. Esqueceu-se, porém, de contar com a massa dos medíocres cujo lema é: como nada temos, ninguém terá nada.

Jesus trouxe no entanto consigo o ideal cristão do individual, e evitou deliberadamente transmitir um ideal de Estado ou de nação. Quando disse: «Dai a César o que é de César», com vontade ou sem ela atribuía a César o poder sobre o corpo do homem; e isto era ameaça de um terrível perigo para a mente e para a alma humanas.

<< Página Anterior

pág. 170 (Capítulo 24)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Apocalipse
Páginas: 180
Página atual: 170

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 4
Capítulo 3 14
Capítulo 4 18
Capítulo 5 27
Capítulo 6 33
Capítulo 7 46
Capítulo 8 69
Capítulo 9 75
Capítulo 10 77
Capítulo 11 89
Capítulo 12 99
Capítulo 13 102
Capítulo 14 107
Capítulo 15 112
Capítulo 16 122
Capítulo 17 128
Capítulo 18 143
Capítulo 19 149
Capítulo 20 155
Capítulo 21 160
Capítulo 22 161
Capítulo 23 162
Capítulo 24 170
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site