Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 13: Capítulo 13

Página 85

A impressão com que ficara depois daquela aventura nocturna acabara por mostrar-se, pelo menos aos olhos de Mrs. Grose, não muito consistente, embora a tenha reforçado mencionando um outro comentário feito pelo garoto antes de nos separarmos.

— Está tudo em apenas algumas palavras — disse-lhe eu. — Em palavras capazes de dar-nos uma ideia clara do que realmente se passa. «Agora já sabe aquilo que eu poderia fazer.» Ele disse isto para me mostrar como até é um bom garoto. Ou seja, ele sabe perfeitamente aquilo que poderia fizer. Aposto que o que o nosso Miles fez na escola foi dar-lhes uma amostra das suas capacidades.

— Meu Deus, como a menina muda de opinião com facilidade! — exclamou Mrs. Grose.

— Não, de maneira nenhuma, apenas vou tirando as minhas conclusões. Os quatro, e disso a minha amiga pode ficar certa, encontram-se frequentemente. Se numa destas noites tivesse estado com um deles, também o saberia. Quanto mais obsceno e espero, mais me convenço de que, caso não houvesse outras coisas a que me agarrar, bastaria o silêncio sistemático daqueles dois para sentir que estou certa. Nunca, mas mesmo nunca, fizeram qualquer referência aos velhos amigos, da mesma forma que Miles nada comentou a respeito da sua expulsão. Oh, sim, podemos estar aqui sentadas a olhar para eles enquanto os dois nos brindam com uma amostra daquilo que sabem que queremos ver. Mas, mesmo quando fingem andar perdidos num mundo de contos de fada, não fazem mais que pensar nas imagens dos mortos que lhes foram restituídos. Ele não está a ler para ela — declarei, convicta. — Estão a falar deles. . . estão a dizer coisas terríveis! Oh, sim, bem sei que o meu discurso é o de uma louca, e nem compreendo como ainda não enlouqueci. Aquilo que tenho visto decerto já a teria posto doida. Mas, no meu caso, apenas serviu para que o meu raciocínio se tornasse mais lúcido e para que me apercebesse de outras coisas.

<< Página Anterior

pág. 85 (Capítulo 13)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Calafrio
Páginas: 164
Página atual: 85

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 10
Capítulo 3 16
Capítulo 4 24
Capítulo 5 31
Capítulo 6 38
Capítulo 7 45
Capítulo 8 54
Capítulo 9 61
Capítulo 10 68
Capítulo 11 74
Capítulo 12 80
Capítulo 13 85
Capítulo 14 90
Capítulo 15 96
Capítulo 16 102
Capítulo 17 106
Capítulo 18 111
Capítulo 19 118
Capítulo 20 123
Capítulo 21 128
Capítulo 22 134
Capítulo 23 145
Capítulo 24 150
Capítulo 25 156
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site