Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar
> > > Página 15

Capítulo 3: Capítulo 3

Página 15

Doze dias se haviam passado quando Júpiter, seguido do seu cortejo, regressou às celestes moradas do Olimpo. Tétis, que aguardava aquela ocasião, surgiu das brumas do mar e correu à presença do poderoso deus. Ajoelhou-se a seus pés e, afagando-lhe o queixo com a mão, fez-lhe esta súplica.

- Júpiter Olímpico, em recompensa pelos serviços que um dia te prestei, peço-te agora que vingues o meu filho. Faz com que os troianos prevaleçam na guerra até que Agamémnon devolva a Aquiles a donzela roubada e que todos os gregos lhe prestem as devidas honras.

Não respondeu ele de imediato, mas Tétis continuou insistindo, até que ouviu do poderoso deus as seguintes palavras:

- O que receio é que tenhas vindo trazer discórdia ao Olimpo. Se Juno, minha esposa, se aperceber da tua presença, encher-se-á de ciúmes e excitará a minha ira. Já vive ela a dizer que ajo em favor dos troianos. Peço-te portanto que te retires imediatamente e que ela não saiba que aqui estiveste. Farei depois o que desejas e, como prova, acenarei a minha venerável cabeça, que é é mais alto penhor que, da minha palavra, costumo dar aos imortais.

Dizendo isto, o grande deus franziu as negras sobrancelhas e inclinou a cabeça. E todo o Olimpo estremeceu.

Tétis regressou à sua morada e o pai dos deuses encaminhou-se para os seus aposentos. Lá encontrou Juno que, sabedora da entrevista, lhe dirigiu esta queixa:

-Qual dos imortais veio entender-se contigo? Vives afastado de mim, tramando coisas que me não contas.

<< Página Anterior

pág. 15 (Capítulo 3)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Ilíada
Páginas: 178
Página atual: 15

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 4
Capítulo 3 15
Capítulo 4 18
Capítulo 5 25
Capítulo 6 31
Capítulo 7 37
Capítulo 8 41
Capítulo 9 44
Capítulo 10 49
Capítulo 11 56
Capítulo 12 64
Capítulo 13 67
Capítulo 14 70
Capítulo 15 73
Capítulo 16 80
Capítulo 17 86
Capítulo 18 90
Capítulo 19 96
Capítulo 20 101
Capítulo 21 105
Capítulo 22 112
Capítulo 23 115
Capítulo 24 121
Capítulo 25 124
Capítulo 26 127
Capítulo 27 133
Capítulo 28 139
Capítulo 29 145
Capítulo 30 149
Capítulo 31 156
Capítulo 32 159
Capítulo 33 165
Capítulo 34 175
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site