Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar
> > > Página 56

Capítulo 11: Capítulo 11

Página 56

No dia seguinte, ao amanhecer, Júpiter convocou todos os deuses em assembleia e disse-lhes:

—Deuses e deusas que aqui estais reunidos, prestai atenção às minhas palavras. Pretendo hoje fazer a sorte pender para o lado dos troianos e ai de quem se atrever a interferir! Precipitarei no sombrio reino de Plutão e interditarei a entrada do Olimpo a qualquer um que desobedecer às minhas ordens. Ignorais porventura que sou muito mais forte do que todos vós?

Assim falou Júpiter e todos os deuses ficaram em silêncio, pois ele parecia decidido a cumprir a ameaça. Depois de alguns instantes, atreveu-se Minena a dizer:

—Meu pai, bem sabemos que a tua força é muito superior à nossa. Mas temos pena dos pobres gregos que vão morrer. Já que não o permites, não iremos combater a seu lado. Mas poderíamos, ao menos, ajudá-los com sábios e prudentes conselhos.

Sorriu o poderoso deus e respondeu-lhe:

—Sossega, filha querida. Não faças caso das minhas ríspidas palavras, pois não foi contra ti que as dirigi.

Subiu, então, para o seu carro e, chicoteando os belos cavalos de crina de ouro, voou para o monte Ida e de lá, sentado no mais alto dos picos, ia observando o que se passava entre gregos e troianos.

Pouco tempo depois, as tropas começaram a alvoroçar-se nos preparativos para a luta. Os troianos iam dispostos a defender-se com vigor redobrado, embora sabendo que, numericamente, eram inferiores aos intrépidos helenos.

<< Página Anterior

pág. 56 (Capítulo 11)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Ilíada
Páginas: 178
Página atual: 56

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Capítulo 1 1
Capítulo 2 4
Capítulo 3 15
Capítulo 4 18
Capítulo 5 25
Capítulo 6 31
Capítulo 7 37
Capítulo 8 41
Capítulo 9 44
Capítulo 10 49
Capítulo 11 56
Capítulo 12 64
Capítulo 13 67
Capítulo 14 70
Capítulo 15 73
Capítulo 16 80
Capítulo 17 86
Capítulo 18 90
Capítulo 19 96
Capítulo 20 101
Capítulo 21 105
Capítulo 22 112
Capítulo 23 115
Capítulo 24 121
Capítulo 25 124
Capítulo 26 127
Capítulo 27 133
Capítulo 28 139
Capítulo 29 145
Capítulo 30 149
Capítulo 31 156
Capítulo 32 159
Capítulo 33 165
Capítulo 34 175
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site