Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 1: Nota do Autor

Página 1
Nota do Autor

Quando esta novela apareceu pela primeira vez publicada em livro, espalhou-se a opinião de que eu fora dominado pelo assunto. Alguns críticos afirmaram que a obra, de início um conto, acabara por escapar ao domínio do autor. Um ou dois descobriram a evidência do facto pela crítica interna, o que pareceu diverti-los. Salientaram as limitações da forma na narração. Sustentaram que nenhum homem pode falar tanto tempo seguido nem que outros o escutem. Não era, disseram, muito verosímil.

Depois de ter reflectido durante quase dezasseis anos, não estou assim tão certo de que isso seja verdade. Sabe-se que houve homens, tanto nos trópicos como nos climas temperados, capazes de passarem acordados metade da noite empenhados num «intercâmbio de histórias». Esta é, contudo, apenas uma única história, que comporta, no entanto, interrupções que permitem ao leitor descansar; com respeito à capacidade de resistência dos ouvintes, tem de se aceitar o postulado de que a história era interessante. É esta a hipótese preliminar necessária. Se eu não tivesse acreditado que era interessante, nunca teria podido começar a escrevê-la. Quanto à mera possibilidade física, todos nós sabemos que alguns discursos no Parlamento levaram não três, mas quase seis horas a pronunciar; ao passo que a parte do livro que contém a narrativa de Marlow pode ser lida em voz alta, inteira, creio que em menos de três horas. Além disso, embora eu tivesse omitido por completo da narração todos os pormenores insignificantes, podemos supor que se serviram refrescos nessa noite, talvez um copo de qualquer água mineral, para ajudar o narrador a prosseguir.

Mas, falando a sério, a verdade é que a minha primeira ideia foi escrever um conto sobre o episódio do barco dos peregrinos, e nada mais.

<< Sinopse

pág. 1 (Capítulo 1)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 1

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site