Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 19: Capítulo XVIII

Página 195
Capítulo XVIII

«Seis meses depois, o amigo a quem recomendara Jim (era um solteirão de meia-idade, cínico, com fama de excêntrico, proprietário de um moinho de arroz) escreveu-me, julgando, pelo calor da minha recomendação, que eu gostaria de saber o que se passava. Escreveu-me uma longa e pormenorizada carta a contar as perfeições de Jim. Estas pareciam ser de um género pacífico e eficaz. 'Não tendo podido encontrar no fundo do meu coração mais do que um sentimento de tolerância resignada para com os meus semelhantes, vivi até agora sozinho numa casa que mesmo neste clima tórrido se pode considerar grande de mais para um homem só. Convidei-o a viver aqui comigo. Não me parece ter cometido um erro.' E a mim parecia-me, ao ler a carta, que o meu amigo encontrara no seu coração mais do que tolerância por Jim, e que se vislumbrava o início de uma verdadeira afeição. Está claro que ele explicava a coisa a seu modo. Antes de mais nada, apesar do calor, Jim conservava a frescura da sua juventude: se fosse urna rapariga, escrevia o meu amigo, poder-se-ia comparar a uma flor, a uma flor modesta, a uma violeta, por exemplo, e não a uma dessas flores espalhafatosa dos trópicos. Tinha-o ali em casa havia seis semanas e ele ainda não começara a bater-lhe nas costas, a tratá-lo por 'meu velho' ou a fazê-lo sentir-se um fóssil. Não se entregava também à tagarelice insuportável da transude. Tinha bom feitio, não falava muito de si mesmo, não era muito inteligente, felizmente, escrevia o meu amigo. Parecia, contudo, que Jim - a bastante esperto para apreciar calmamente os seus ditos de espírito e que o divertia com a sua ingenuidade. 'Ele guarda ainda inteira a sua frescura, e desde que tive a brilhante ideia de lhe dar quarto e comida aqui em casa, acho-me menos endurecido.

<< Página Anterior

pág. 195 (Capítulo 19)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 195

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site