Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 44: Capítulo XLIII

Página 411
Mas Jim não conhecia o egoísmo quase inconcebível desse homem que, ao ver os seus desejos frustrados e contrariados, enlouqueceu com a raiva indignada e vingativa de um autocrata melindrado. Mas se Jim não desconfiava de Brown, estava naturalmente ansioso por que não houvesse um mal-entendido que pudesse acabar num choque e numa efusão de sangue. Foi por esta razão que, mal os chefes malaios se retiraram, Jim pediu a Jóia que lhe desse de comer, pois ia deixar o forte para tomar o comando da cidade. Como ela protestasse por causa do cansaço, Jim disse-lhe que podia acontecer qualquer coisa que nunca perdoaria a si mesmo. 'Sou responsável por todas as vidas nesta terra', disse ele. A princípio mostrara-se sombrio; ela serviu-lhe pessoalmente a refeição (no serviço de jantar oferecido por Stein), recebendo as travessas e os pratos das mãos de Tamb' Itam, Instantes depois, com o espírito desanuviado, disse à jovem que lhe ia entregar o comando do forte por mais uma noite. 'Não poderemos dormir, minha querida, enquanto o nosso povo estiver em perigo.' Mais tarde afirmou a sorrir que ela era o mais valente homem deles todos. 'Se tu e Dain Waris tivessem feito o que queriam, nenhum desses pobres diabos estaria vivo.' 'São muito maus?', perguntou ela, debruçada sobre a sua cadeira. 'Há homens que agem mal algumas vezes sem serem muito piores do que os outros', respondeu depois de hesitar um instante.

«Tamb' Itam acompanhou o amo até ao embarcadouro, à entrada do forte. Estava uma noite clara, mas não se via a Lua e o meio do rio apresentava-se escuto, enquanto a água, ao pé das duas margens, reflectia a luz de muitas fogueiras 'como numa noite de Ramadão', disse-me Tamb' ltam. Canoas de guerra passavam impelidas em silêncio pela corrente sombria ou, ancoradas, flutuavam com um sonoro marulhar.

<< Página Anterior

pág. 411 (Capítulo 44)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 411

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site