Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 25: Capítulo XXIV

Página 257

«Tinha razão no seu orgulho. Eu também me sentia orgulhoso dele, se bem que não estivesse tão seguro como ele do valor fabuloso do pacto. Era maravilhoso. E não pensava tanto na sua coragem. É estranho como da me importara pouco, como se fosse qualquer coisa de convencional de mais para estar na origem da questão. Não. Impressionavam-me mais as outras qualidades que mostrara. Provara possuir capacidade para se adaptar a uma situação completamente nova e maleabilidade de espírito. E desembaraço, Era fantástico. E estas qualidades eram tão naturais nele como o bom aro num cão de raça. Não era eloquente, mas havia uma dignidade na sua natural reserva, uma alta gravidade nos seus balbucios. Ainda corava com facilidade. De vez em quando, contudo, escaparam-lhe uma palavra ou uma frase que mostravam profundamente e quão solenemente ele sentia o trabalho realizado que lhe dera a certeza da reabilitação. Era por isso que parecia amar o país e as gentes com uma espécie de egoísmo feroz e de ternura desdenhosa.»

<< Página Anterior

pág. 257 (Capítulo 25)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 257

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site