Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 26: Capítulo XXV

Página 259
À sua roda havia um círculo de olhos dilatados e de queixos caídos. Jim começou a falar. Durante algum tempo, desenvolveu resoluta e friamente a ideia de que não se devia impedir nenhum homem de ganhar honestamente a sua vida e a dos seus filhos. Sentado como um alfaiate no seu estrado, uma mão sobre cada joelho e de cabeça baixa, o outro olhava para Jim através dos cabelos cinzentos que lhe caíam sobre os olhos. Quando Jim terminou, fez-se um grande silêncio. Dir-se-ia que ninguém respirava; não se ouviu um ruído até que o velho rajá suspirou ligeiramente e, levantando a cabeça, olhou a direito e disse rapidamente: 'Ouvis, meus súbditos? Basta de brincadeiras deste género.' Esta ordem foi recebida num profundo silêncio. Um homem corpulento com uns olhos inteligentes e uma cara larga, ossudo e muito moreno, um homem de confiança, evidentemente, de maneiras joviais e obsequiosas (soube depois que era o carrasco), ofereceu-nos duas chávenas de café numa bandeja de cobre que tirou das mãos de um criado subalterno. 'Não é obrigado a beber', murmurou Jim muito rapidamente. Não compreendi logo o sentido das suas palavras e limitei-me a olhar para ele. Ele sorveu uma boa golada e conservou-se, tranquilamente sentado, com o pires na mão esquerda. De repente, senti-me extremamente aborrecido. 'Por que diabo', sussurrei-lhe com um sorriso amável, 'me expõe a um risco tão estúpido?' É claro que bebi (não havia outro remédio, pois Jim não me disse nada), e despedimo-nos quase logo a seguir. Enquanto atravessávamos o pátio para chegar ao nosso barco, escoltados pelo inteligente e jovial carrasco, Jim pediu-me desculpa. O risco era mínimo, claro. Lá por ele, não se preocupava com o veneno. Consideravam-no - afirmou ele - infinitamente mais útil do que perigoso, de modo que.

<< Página Anterior

pág. 259 (Capítulo 26)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 259

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site