Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 29: Capítulo XXVIII

Página 291
Uma tal jóia - explicou-me o homenzinho que me contou a maior parte deste espantoso mito acerca de Jim, uma espécie de escriba do miserável rajá local-, uma tal jóia, disse-me ele, erguendo para mim os seus olhos míopes (sentara-se no chão da cabina por respeito), guarda-se melhor se for escondida na pessoa de uma mulher. Mas nem todas as mulheres servem. Tem de ser jovem - deu um grande suspiro - e insensível às seduções do amor. Abanou a cabeça com um ar céptico. Parecia, portanto, que existia uma tal mulher. Tinham-lhe falado de uma rapariga alta que o branco tratava com muito cuidado e respeito e que nunca saía de casa sozinha. Dizia-se que o branco era visto quase rodos os dias com ela; passeavam lado a lado, em pleno dia, e ele segurava-lhe o braço debaixo do seu, apertado contra o corpo - assim... - da maneira mais extraordinária. Talvez fosse mentira - admitia ele -, pois era uma estranha maneira de agir; por outro lado, não havia dúvida de que ela usava a jóia do branco escondida no seio.»

<< Página Anterior

pág. 291 (Capítulo 29)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 291

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site