Procurar livros:
    Procurar
Procurar livro na nossa biblioteca
 
 
Procurar autor
   
Procura por autor
 
marcador
  • Sem marcador definido
Marcador
 
 
 
Navegar

Capítulo 41: Capítulo XL

Página 386
É evidente que a ferocidade monstruosa e instintiva que condiciona um tal carácter era exasperada pelo insucesso, pela má sorte, pelas privações recentes e pela situação desesperada em que então se encontrava; mas o mais notável é que, enquanto negociava alianças vergonhosas, já decidira, no seu espírito, qual o destino do branco, e enquanto intrigava com Kassim, de uma maneira arrogante e negligente, o que ele realmente desejava; quase a despeito de si próprio, era destruir esta cidade de mato que o desafiara e vê-la, semeada de cadáveres, ser pasto das chamas. Ao ouvir a sua voz impiedosa e ofegante, eu imaginava-o no alto da colina, em face da cidade que ele povoava de imagens de morticínio e de rapina. O bairro vizinho do riacho oferecia um ar de abandono, embora, na realidade, cada casa escondesse um grupo de homens armados e vigilantes. Subitamente, para além da vasta extensão de baldios juncados de matagais baixos e de silvados espessos, de escavações e montões de entulho separados por veredas, um indivíduo solitário e minúsculo, àquela distância, aventurou-se pelo espaço deserto da rua, entre as sombrias construções fechadas e mortas que rodeavam a extremidade. Talvez fosse um dos habitantes, que tivesse fugido para a outra margem e voltasse a buscar algum objecto de uso doméstico. Tão longe da colina, que ficava do outro lado do riacho, julgava-se, evidentemente, em perfeita segurança. À esquina da rua elevava-se uma ligeira barricada feita à pressa, que estava repleta de amigos. Ele caminhava devagar. Brown viu-o e chamou rapidamente para o pé de si o desertor ianque, que era uma espécie de lugar-tenente. Magro e alto, com os membros desengonçados e um rosto de madeira, o tipo avançou a arrastar indolentemente a espingarda.

<< Página Anterior

pág. 386 (Capítulo 41)

Página Seguinte >>

anúncio
Capa do livro Lord Jim
Páginas: 434
Página atual: 386

 
   
 
   
Os capítulos deste livro:
Nota do Autor 1
Capítulo I 4
Capitulo II 12
Capítulo III 19
Capítulo IV 30
Capítulo V 37
Capítulo VI 60
Capítulo VII 82
Capítulo VIII 95
Capítulo IX 107
Capítulo X 119
Capítulo XI 135
Capítulo XII 141
Capítulo XIII 151
Capítulo XIV 164
Capítulo XV 179
Capítulo XVI 184
Capítulo XVII 191
Capítulo XVIII 195
Capitulo XIX 205
Capítulo XX 212
Capítulo XXI 226
Capítulo XXII 235
Capítulo XXIII 242
Capítulo XXIV 251
Capítulo XXV 258
Capítulo XXVI 268
Capítulo XXVII 275
Capítulo XXVIII 283
Capítulo XXIX 292
Capítulo XXX 299
Capítulo XXXI 306
Capítulo XXXII 315
Capítulo XXXIII 322
Capítulo XXXIV 333
Capítulo XXXV 343
Capítulo XXXVI 350
Capítulo XXXVII 357
Capítulo XXXVIII 366
Capítulo XXXIX 376
Capítulo XL 385
Capítulo XLI 395
Capítulo XLII 402
Capítulo XLIII 410
Capítulo XLIV 418
Capítulo XLV 424
Links Relacionados
 
Artigos: Porque lemos literatura | O Ensaio na literatura | O primeiro texto da língua portuguesa 
© 2010 Ciberforma Informática. Todos os direitos reservados. Contacto | Política de privacidade | Mapa do Site